Vendas globais de smartphones cresceram 6% em 2021, estima o Gartner

Por: Colaborador externo Leitura 2 min 11 Mar, 2022 Smartphone 0 290

Análises indicam que a falta de componentes continuará a atrapalhar as vendas globais de smartphones, com possíveis interrupções de linhas de produção e baixa disponibilidade de estoque

Segundo a mais recente pesquisa do Gartner, as vendas mundiais de smartphones cresceram 6% em 2021. A pesquisa indica a recuperação do mercado, após o declínio de 12,5% registrado em 2020, quando as vendas de smartphones foram diretamente impactadas pela pandemia de COVID-19. Segundo a análise, a forte recuperação do crescimento já no primeiro semestre de 2021 foi fundamental para impulsionar o crescimento do mercado no acumulado geral do ano. Isso porque, apesar da retomada econômica em diversas regiões do planeta, a escassez de componentes e os problemas na cadeia de suprimentos interromperam as vendas de smartphones no segundo semestre de 2021. 

Continua após o anúncio

"A melhor atenção às demandas do consumidor e a demanda reprimida a partir de 2020 em grandes mercados, como Índia e China, ajudaram a impulsionar as vendas no primeiro semestre do ano", diz Anshul Gupta, Diretor Sênior de Pesquisa do Gartner. "No entanto, essa tendência se inverteu no segundo semestre de 2021, mesmo com alta demanda dos consumidores. Situações de falta de estoque de modelos populares e de chips no mercado com um todo, possivelmente represaram algumas das vendas e negócios para 2022." 

O aumento nos gastos discricionários, a abertura de mercados após o bloqueio, juntamente com uma base de comparação mais baixa a partir de 2020, levou a um crescimento de 6% em 2021. A introdução do 5G a preços mais baixos para atender às necessidades futuras também influenciou as compras, com uma grande camada de atualização da base de aparelhos em operação. Como resultado, as vendas de smartphones cresceram para todos os cinco principais fornecedores em 2021. 

No quarto trimestre de 2021, as vendas globais de smartphones caíram 1,7% devido a restrições de oferta. A Apple manteve a posição número 1 entre os cinco maiores fornecedores de smartphones. A forte demanda por iPhones foi impulsionada por atualizações 5G. A Samsung viu forte demanda por seus telefones premium e suas vendas aumentaram 11% em comparação com o quarto trimestre de 2020. 

Os fabricantes chineses de smartphones Xiaomi, Oppo e Vivo expandiram suas redes de distribuição no Oriente Médio, África, América Latina e Europa para capturar as oportunidades deixadas em aberto pela Huawei e LG, após suas saídas do negócio de smartphones em 2020. No entanto, as fortes vendas da Apple na China durante o quarto trimestre de 2021 enfraqueceu a demanda por smartphones chineses. Oppo e Vivo tiveram queda nas vendas, enquanto a Xiaomi continuou mantendo a terceira posição no ranking global. 

*Imagem: Pexels 

 

Compartilhar Deixar um comentário

Leia também


    Nenhum comentário no momento

    Comentar

    *O seu e-mail não será mostrado no comentário

© 2015 - 2022 - FalandoTech.com - Todos os Direitos Reservados

Movido com muito em Campos dos Goytacazes/RJ