O que fazer para mudar de carreira e entrar no mundo tech?

*Na foto: João Gabriel – Imagem: divulgação

Mudar de carreira pode ser um desafio, mas com o mercado de tecnologia tão aquecido, muitas pessoas enxergam uma oportunidade de mudança positiva na trajetória profissional. Muitas vezes, essa decisão é difícil e muito pessoal, pois apenas cada indivíduo entende sua realidade e os sonhos que possui.

Uma mudança de carreira pode estar ligada a diversos fatores: insatisfação com a carreira e com os salários apresentados, motivação e necessidade de mudança para novos desafios. De acordo com a Brasscom (Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e de Tecnologias Digitais), entre este ano e 2025, o Brasil vai precisar de 540 mil profissionais de tecnologia, e ainda de acordo com a Brasscom, o salário do setor de tecnologia é hoje 2,3 vezes maior que a média nacional.

Todo este cenário faz com que os interessados em ingressar no setor de tecnologia vindos de outra profissão se animem com o retrato do mercado atual. Hoje, com as diversas opções de cursos, faculdades e treinamentos, a mudança de profissão pode ser mais fácil, mas deve contar principalmente com a vontade de estudar, se aperfeiçoar e entender a nova profissão, daqueles que fazem esse movimento

O mercado de educação tecnológica avançou muito nos últimos anos e apresenta soluções além das tradicionais graduações, com os cursos profissionalizantes e técnicos, e mesmo cursos pagos na internet, que possibilitam conhecimentos específicos e o acompanhamento de novidades importantes do setor.

Toda esta democratização de conteúdo, facilita a vida dos interessados em se tornar profissionais da área e transitar de uma especialidade anterior para uma nova trajetória profissional. Cada pessoa deve trilhar sua caminhada da maneira que achar melhor, seja com uma nova faculdade, cursos pagos ou gratuitos, mas sempre ciente das responsabilidades que deve ter consigo.

Mesmo com a mudança de trajetória na carreira, nem tudo que você aprendeu na profissão anterior e em experiências no mercado de trabalho deve ser deixado de lado. Soft skills, como inteligência emocional, comunicação, flexibilidade e trabalho em equipe são necessárias em praticamente toda profissão que você exercer na vida.

É importante também que os interessados em ingressar no mundo tech conversem com profissionais atuantes, para entender as diferenças entre as inúmeras funções, e também os desafios que podem encontrar. A tecnologia pode transformar vidas, e eu sou um exemplo disso, mas para chegar até aqui, tive que vencer muitas batalhas e me manter atualizado para conquistar meu espaço. Quem quer investir na carreira tech deve se aplicar e se esforçar, para no fim ser recompensado.

Autor

João Gabriel é especialista em tecnologia com mais de 15 anos de experiência, além de Top Voice no LinkedIn e conduz o podcast Sem Rota no YouTube.

LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/joao-gabriel-matuto/


Leia também