Nuvem pública ou privada?: conheça algumas dicas da AMD para decidir qual usar

Nuvem de dados
Imagem: Just_Super / Getty Images / Canva

Soluções e serviços na nuvem têm sido um dos aspectos da transformação digital que mais cresceram recentemente. Só em 2022, o investimento nestas tecnologias aumentou mais de 225.000 milhões de dólares, ou seja, mais 20,8% do que o alcançado no ano anterior.

Parte desse salto está relacionado à expansão do mercado de data centers, principalmente as grandes infraestruturas implantadas pelos principais provedores de serviços do setor. Atualmente, estima-se que existam mais de 8,4 milhões de data centers no mundo, um ecossistema que deve continuar a se expandir num futuro próximo.

Para as empresas, isso implica em maior disponibilidade, confiabilidade e estabilidade dos serviços virtualizados. Como 90% das organizações possuem pelo menos um produto ou serviço dessa natureza, a questão não é mais se as organizações estão na nuvem, mas sim em qual nuvem elas estão e por quê?

Tais soluções podem ser divididas em: nuvem pública, vinda de um provedor como Amazon, Google, Oracle Cloud ou Microsoft, ou nuvem privada, isto é, infraestrutura de TI on-premise, instalada e gerenciada por uma equipe local. Portanto, as aplicações, soluções, cargas de trabalho e dados são executados em arquiteturas proprietárias ou sob demanda.

A nuvem pública se caracteriza por ser mais acessível para empresas em crescimento, com capacidade de ser escalada na medida de suas necessidades e tendo acesso aos serviços de forma ágil. Já as nuvens privadas tendem a dar maior visibilidade e segurança às equipes técnicas, evitando também os problemas de compliance devido à localização de informações confidenciais.

Para equilibrar os requisitos de proteção e acesso, cada vez mais organizações optam por migrar para a dinâmica da nuvem híbrida, distribuindo arquivos, operações e credenciais nos dois modelos.

De acordo com Alexandre Amaral, Diretor de Cloud & Data Center na AMD Brasil, percebe-se que, no início, muitos clientes migraram para a nuvem, mas que com o tempo perceberam que o custo-benefício não era o esperado. Outros, devido a questões logísticas, preferiram retornar à infraestrutura local ou estão optando por nuvem privada, o que favoreceu a adoção da nuvem híbrida como meio-termo que oferece o melhor dos dois mundos.

Dessa forma, empresas de todos os tipos e tamanhos podem ter controle total de seus sistemas, quer estejam buscando adotar serviços virtualizados para processar cargas críticas de trabalho, como análises avançadas e inteligência artificial (IA) e aprendizado de máquina (ML) ou retornar aos ambientes presenciais para aumentar a garantia da integridade e confidencialidade de seus dados.

Geralmente, empresas que consideram a interoperabilidade de múltiplas plataformas tendem a questionar a compatibilidade de suas arquiteturas, vendo na migração de sistemas um desafio de integração. Otimizados para migração de dados, os sistemas baseados na tecnologia AMD podem reduzir as despesas de capital (CapEx) em até 58% e as despesas operacionais (OpEx) em 46%.

Equipamentos com Processadores AMD EPYC são projetados para suportar a transformação das empresas, proporcionando segurança máxima no nível do Processador, com soluções mais poderosas e flexíveis, capazes de capitalizar todo o potencial da digitalização. E tudo isso sem ter que decidir entre uma nuvem pública, on promise ou híbrida. 

Fonte: AMD


Leia também
Gastos mundiais com TI crescerão 6,8% em 2024, prevê Gartner
Gastos mundiais com TI crescerão 6,8% em 2024, prevê Gartner

O Gartner prevê que as despesas mundiais com TI totalizarão 5 trilhões de dólares em 2024, representando um aumento de […]

A infraestrutura em nuvem: um motor de inovação e transformação corporativa
A infraestrutura em nuvem: um motor de inovação e transformação corporativa

A era digital trouxe uma oportunidade sem precedentes para promover novos modelos de negócios na internet, que se adaptam aos […]

TeamViewer anuncia integração com Lansweeper
TeamViewer anuncia integração com Lansweeper

A TeamViewer anuncia integração da plataforma de gestão de ativos de TI Lansweeper à tecnologia TeamViewer de monitoramento e gerenciamento […]

Na era dos dados: como processos de TI aceleram a construção de valor nas empresas
Na era dos dados: como processos de TI aceleram a construção de valor nas empresas

Estudo revela que investimentos em transformação digital nas companhias devem chegar a US$7,3 trilhões em 2023 Em um cenário global […]

Organização em empresas de TI: 5 dicas para manter o seu negócio bem estruturado
Organização em empresas de TI: 5 dicas para manter o seu negócio bem estruturado

Quando falamos em corporações com foco em tecnologia, manter o ritmo de trabalho organizado é ainda mais importante. Normalmente, nesse […]