A incorporação de certificações com foco em ESG no setor de tecnologia

ESG no setor de tecnologia
Imagem: Freepik

A preocupação com a sustentabilidade e responsabilidade social tem ganhado, nos últimos anos, um amplo destaque nos mais diversos setores da economia. Na tecnologia, isso não é diferente e, portanto, as certificações com foco em pautas da agenda ESG (ambiental, social e governança) se tornaram imprescindíveis para o mercado. Para se ter uma ideia, um levantamento da EY nos indica que 78% dos investidores entrevistados acreditam que as empresas devem fazer investimentos que abordem questões ESG relevantes para os seus negócios – mesmo que isso reduza os lucros no curto prazo.

Primeiramente, é importante ressaltar que o setor de tecnologia é um dos que mais crescem no mundo e, ao mesmo tempo, um dos que mais possuem responsabilidade por dados, energia e recursos naturais. Por essa razão, é necessário que as empresas de tecnologia, como provedores de data centers, adotem práticas sustentáveis para reduzir, de forma significante, o impacto ambiental de suas atividades. Em vista disso, de acordo com uma previsão do Gartner, 70% dos líderes de fornecimento de tecnologia terão objetivos de desempenho alinhados à sustentabilidade ambiental até 2026.

As principais certificações e parcerias no setor

No campo de sustentabilidade ambiental, as principais empresas globais de tecnologia participam de parcerias que visam frear, de forma colaborativa, os impactos ambientais e as mudanças climáticas. Nesse sentido, é possível mencionar o Acordo Climático iMasons (ICA) e a Science Based Targets Initiative (SBTi), que são dois grandes exemplos de iniciativas para tornar sustentáveis as operações de data centers – que costumam consumir uma grande carga de energia.

Outra medida que vem sendo bastante adotada por empresas de infraestrutura de TI é a adoção de certificações como a ISO 14001. Voltada à sustentabilidade ambiental, essa certificação contempla um conjunto de normas internacionais que indicam os requisitos para a implementação de um sistema efetivo de gestão do meio ambiente. Em outras palavras, ela tem como objetivo principal garantir que as organizações certificadas estejam habilitadas para o desenvolvimento contínuo de ações e técnicas ambientalmente sustentáveis em seus negócios.

Já quando falamos em promover sustentabilidade, não podemos deixar de lado a segurança e a saúde do trabalho. Por esse ponto de vista, a ISO 45001 apresenta a finalidade de auxiliar as organizações a minimizar os riscos nos locais de trabalho. Em infraestruturas de TI, como nos centros de dados, essa gestão de segurança e saúde do trabalho é primordial e deve ser considerada desde a construção dos prédios até o cotidiano das operações.

Como essas certificações devem ser implementadas na prática?

Em um cenário que as companhias de tecnologia têm um grande poder de influência no meio ambiente e na sociedade, é preciso que elas estejam cientes desse impacto e invistam, de fato, nessas ações de ESG. Há muitas empresas que possuem essas certificações – e são, inclusive, listadas na bolsa de valores – mas não praticam realmente essas ações em seu dia a dia. De certo modo, utilizam essas certificações apenas para disfarçar ou encobrir os resultados de suas atividades.

O grande ponto é: as organizações devem utilizar as certificações como forma de garantir o cumprimento de um papel social que contribua verdadeiramente para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária? Pois bem, existem acordos setoriais que auxiliam as empresas nesse processo, definindo regras para prevenir questões como suborno e corrupção – muitas vezes com um rigor superior ao que é exigido por legislações.

Já no que diz respeito à governança, as certificações com foco em ESG, também são importantes para garantir a transparência e a ética nas práticas de gestão das empresas de tecnologia. Ultimamente, muito se diz que uma governança adequada é fundamental para promover um sucesso a longo prazo às empresas, e isso é inegável. A adoção de práticas sustentáveis e socialmente responsáveis pode contribuir para a construção de uma imagem positiva e confiável para as empresas.

Em contrapartida, ressalto sempre que essas certificações não são apenas uma questão de responsabilidade social ou imagem corporativa, pois elas podem ter um impacto positivo nos resultados financeiros das organizações. Além disso, também fazem com que as empresas de tecnologia cumpram o seu papel social e, consequentemente, promovam a construção de uma sociedade mais justa e sustentável.

É importante que o mundo da tecnologia se conscientize sobre a importância das certificações e trabalhem para adotar práticas sustentáveis e socialmente responsáveis em suas atividades – e não apenas as utilizem como forma de promover uma imagem “maquiada” de suas atividades. Isto posto, o meio ambiente agradece à minimização dos impactos que as operações da indústria de tecnologia apresentam e a sociedade ganha como um todo.

 

*Por Carlos Salata, Gerente de Qualidade da ODATA. 

 


Leia também
Web Summit Rio: Brasil e Angola apresentam avanços de parceria tecnológica
Web Summit Rio: Brasil e Angola apresentam avanços de parceria tecnológica

Serpro e Ministério das Finanças da República de Angola firmaram acordo para aprimoramento tecnológico em novembro de 2023. Primeiros resultados […]

Arena Senac RJ terá executivos de big techs no segundo dia de Web Summit Rio
Arena Senac RJ terá executivos de big techs no segundo dia de Web Summit Rio

No primeiro dia do evento, abertura institucional ressaltou a importância do evento para consolidar o Rio de Janeiro como um […]

Para Huawei, demanda pelo 5G é alta e operadoras já percebem retorno financeiro da rede
Para Huawei, demanda pelo 5G é alta e operadoras já percebem retorno financeiro da rede

A monetização do 5G, atualmente, é um dos desafios para ampliar a cobertura no país. O setor segue à espera de uma […]

Com investimentos bilionários no país, uso de IA para análise de Big Data revoluciona o mercado financeiro
Com investimentos bilionários no país, uso de IA para análise de Big Data revoluciona o mercado financeiro

Empresas do setor têm se destacado ao oferecer soluções inovadoras para aprimorar a experiência do cliente O uso de Inteligência […]

Com investimento de R$15 mi, AWS e Escola da Nuvem esperam capacitar mais de 5 mil pessoas em computação em nuvem até 2025
Com investimento de R$15 mi, AWS e Escola da Nuvem esperam capacitar mais de 5 mil pessoas em computação em nuvem até 2025

A Amazon Web Services (AWS) anunciou que investirá R$15 milhões no Brasil para ampliar a oferta de profissionais qualificados em […]