China é referência em tecnologia para uso da população

Loja de eletrônicos
Imagem: webphotographeer / Canva

A China tem sido reconhecida como um dos líderes globais em termos de adoção e desenvolvimento de tecnologia. Com uma população de mais de 1,4 bilhão de habitantes e um mercado interno robusto, o país tem impulsionado o avanço tecnológico em várias áreas. De acordo com a pesquisa da China Internet Network Information Center (CNNIC), a China é líder mundial em número de usuários de internet, com mais de 989 milhões de usuários ativos, além disso, é o maior mercado de smartphones do mundo, com mais de 912 milhões de usuários de dispositivos móveis. Esses números demonstram o apetite do país pela tecnologia e sua capacidade de adotar e explorar inovações em larga escala.  

Para o CEO do market4u, Eduardo Córdova, que esteve recentemente no país para estudar referências em inovação, a China tem investido significativamente em pesquisa e desenvolvimento, estimulando o surgimento de empresas de tecnologia inovadoras e impulsionando setores como inteligência artificial, veículos autônomos, comércio eletrônico e fintech. “A China se tornou um importante polo de tecnologia e um centro de referência global para avanços tecnológicos, influenciando o cenário global em diversos setores”, explica.

Eduardo conta que, desde o momento em que desembarcou, foi notável  a organização e regulamentação do país, refletidas na complexidade para obtenção de vistos e no acesso aos super aplicativos, amplamente utilizados para pagamentos locais. “Durante  a minha estadia nas cidades de Xangai e Shenzhen, fiquei impressionado com a mentalidade de longo prazo e a organização das localidades visitadas. Xangai, por exemplo, já possui 100% de sua frota de transporte público composta por veículos elétricos e, cerca de 70% dos veículos em circulação na cidade, adotaram essa tecnologia, graças à existência de uma extensa infraestrutura de pontos de carregamento”, conta o CEO. 

Além disso, Xangai é uma cidade planejada e setorizada, garantindo que cada cidadão possa acessar, em até 15 minutos, serviços essenciais como saúde, segurança, educação, esportes e lazer em sua vizinhança imediata. Outro aspecto intrigante, que já despontou como uma grande tendência global, são os super aplicativos. “Todos os pagamentos na China são centralizados nos super aplicativos, permitindo que os usuários realizem compras em mercados, tanto autônomos como convencionais, aluguem bicicletas, acessem o metrô e desfrutem de diversas outras soluções. É incrível de se ver e uma referência para o mundo”, afirma Eduardo. 

No que diz respeito às bicicletas, o Córdova conta que ficou impressionado com o sucesso de negócios que, em algumas ocasiões, não tiveram tanto êxito no Brasil. “As cidades chinesas estão repletas de bicicletas disponíveis para aluguel, de forma segura e com uma grande aceitação da população, que cuida e zela por esse bem, para que todos possam usufruir. Outra ação interessante é que existem pontos de aluguel de “powerbanks” pela cidade, algo que evita que os celulares dos usuários fiquem sem bateria ao longo do dia”, explica. 

Eduardo ressalta que a organização das cidades chinesas influencia diretamente a cultura dos cidadãos, facilitando a adoção dos super aplicativos e o sucesso de negócios como aluguel de bicicletas, “powerbanks” e estabelecimentos autônomos. “Acredito  firmemente que muitos desses modelos de negócios continuarão se desenvolvendo também no Brasil, abrindo espaço para a utilização de aplicativos que concentram soluções e meios de pagamento digitais. Certamente a market4u vai usar muitos desses valiosos insights e conhecimentos adquiridos, visando impulsionar a inovação e o crescimento no mercado autônomo em nosso país”, finaliza o CEO. 

Principais insights vindos da China

  • Em Xangai a frota de transporte público conta com 100% de veículos elétricos e 70% de veículos para uso pessoal que circulam pela cidade também usam essa tecnologia;
  • Alto número de postos para carregamento para veículos elétricos; 
  • Cidade planejada e setorizada, para que cada cidadão tenha acesso, em no máximo 15 minutos, às necessidades como saúde, segurança, educação, esporte e lazer no entorno do local onde vive; 
  • Super apps para utilização da moeda local para pagamentos gerais como compras nos mercados, aluguel de bicicletas, acesso ao metrô, entre outras soluções; 
  • Aluguel de “powerbanks” e bicicletas acessíveis a toda a população. 

 

 


Leia também
Tecnologia: desenvolvimento de softwares e os benefícios concretos do uso da inteligência artificial
Tecnologia: desenvolvimento de softwares e os benefícios concretos do uso da inteligência artificial

Com a crescente popularização de ferramentas de Inteligência Artificial (IA), elas tornaram-se extremamente relevantes para diversas atividades, entre elas  o […]

Inteligência Artificial está transformando o cenário do Recursos Humanos
Inteligência Artificial está transformando o cenário do Recursos Humanos

Com o avanço da tecnologia a passos largos, a integração da Inteligência Artificial (IA) Generativa nas áreas de recursos humanos […]

Regulamentação da IA na União Europeia: especialista comenta sobre acordo e a aplicação da legislação em outro países
Regulamentação da IA na União Europeia: especialista comenta sobre acordo e a aplicação da legislação em outro países

O texto foi aprovado pelos países-membros, mas a lei ainda deve passar pela etapa final com a validação do Parlamento […]

75% das empresas devem incorporar IA nos próximos 5 anos
75% das empresas devem incorporar IA nos próximos 5 anos

Muito dificilmente você passou o ano de 2023 sem ao menos acessar o ChatGPT. A ferramenta é uma inteligência artificial […]

Ética na IA: garantindo uma abordagem responsável para o futuro
Ética na IA: garantindo uma abordagem responsável para o futuro

A Inteligência Artificial está redefinindo a maneira como interagimos com a tecnologia e como ela molda nossa sociedade. Em diversas […]