Tecnologia

Microsoft e Databricks ampliam parceria para análises modernas e nativas da nuvem

A Microsoft e a Databricks anunciam a ampliação da parceria para a plataforma de Analytics da companhia. A partir de agora, o Microsoft Intelligent Data passa a ser uma base de Data Lakehouse, com uma nova arquitetura aberta de gerenciamento de dados que combina flexibilidade, economia e escala para unificar data lakes e gerenciar dados abertos e com mais governabilidade.

Continua após o anúncio

Lançada em maio, a plataforma Microsoft Intelligent Data, integra os bancos de dados, análises, BI e produtos de governança de dados em uma plataforma unificada. Esta ferramenta, que também está integrada com o Microsoft Cloud, permite uma experiência perfeita e uma colaboração intuitiva para Desenvolvedores, DBAs, Engenheiros de Dados, Cientistas de Dados, Analistas de Negócios e Diretores de Dados. A plataforma permite que os clientes “façam mais com menos”, ajudando-os a adicionar camadas de inteligência a seus aplicativos, desbloquear insights preditivos e impulsionar ações relevantes, além de controlar todo o seu patrimônio de dados.  Com o Data Lakehouse os clientes poderão democratizar, forma responsável, o acesso à base de dados da organização para mais colaboradores e, assim, acelerar os processos de análises e adoção de aplicações que irão transformar digitalmente a organização.  

“A Databricks é um parceiro importante para a Microsoft e, juntos, estamos fornecendo uma base de dados moderna e nativa da nuvem na plataforma Microsoft Intelligent Data para os aplicativos de análise e aprendizado de máquina mais exigentes” - Scott Guthrie, EVP, Cloud + AI, Microsoft.

A Microsoft e a Databricks fizeram uma parceria para construir essa base na Microsoft Intelligent Data Platform, integrando seus recursos para fornecer uma solução integrada para nossos clientes.

O núcleo da base é o Open and Governed Data Lakehouse, uma malha de dados nativa unificada e na nuvem capaz de servir inteligência de negócios, aprendizado de máquina e inteligência artificial.

Essa base é construída integrando os recursos de análise de referência no Azure Synapse Analytics e Databricks da Microsoft, bem como integrando as bases de governança no Microsoft Purview e no Databricks Unity Catalog. Essa integração permite uma experiência de painel único para Data and Analytics Governance no Microsoft Purview. Os componentes da base de análise integrada incluem:

  • Azure Data Factory no Azure Synapse Analytics para orquestrar pipelines de integração de dados para integrar dados de sistemas de fonte de dados corporativos híbridos, multinuvem, SaaS e herdados
  • Azure Data Explorer no Azure Synapse Analytics para análise de streaming em tempo real
  • Azure Databricks para criar um data lakehouse padrão aberto usando o formato Delta
  • Azure Machine Learning, Synapse ML e Azure Databricks para aprendizado de máquina
  • Azure Machine Learning e Databricks MLflow para MLOps
  • Azure Synapse SQL e Databricks SQL para análise de SQL sem servidor
  • Azure Synapse SQL para uma modalidade de Data Warehouse para serviço de dados
  • Power BI para Business Intelligence
  • Federação de Catálogo de Unity do Microsoft Purview e Databricks para Governança de Dados Unificada em Purview, abrangendo ativos de dados operacionais, analíticos e ML/AI na Microsoft Intelligent Data Platform

“Este anúncio entre a Databricks e a Microsoft é um passo significativo para ajudar os clientes a adotar um data lakehouse aberto e bem governado no Azure com todos os recursos da Microsoft Intelligent Data Platform. Mais do que nunca, os clientes podem unificar de forma rápida e fácil seus dados, análises e IA com uma abordagem simples e aberta.” - Ali Ghodsi, cofundador e CEO da Databricks.

Esta parceria vai permitir a integração profunda de recursos das duas companhias para fornecer uma base analítica aberta e gerenciável na plataforma Microsoft Intelligent  para atender aos investimentos analíticos dos clientes com produtividade incomparável, desempenho e eficiência de custos que permitirão que as companhias façam e alcancem mais com menos. Em um estudo recente de benchmark , a implementação de uma solução de análise de ponta a ponta no Azure foi até 49% mais econômica do que em uma nuvem de um concorrente. 

*Imagem: DilokaStudio no Freepik


Leia também
Realidade aumentada eleva nível de integração de novos funcionários da linha de frente mesmo em mercados de trabalho mais retraídos

Realidade aumentada eleva nível de integração de novos funcionários da linha de frente mesmo em mercados de trabalho mais retraídos

Um projeto de pesquisa iniciado pela TeamViewer, provedora líder global de soluções de conectividade remota e...

Copa do Mundo 2022: como funciona a Rede de Distribuição de conteúdo (CDN)

Copa do Mundo 2022: como funciona a Rede de Distribuição de conteúdo (CDN)

Um dos principais eventos esportivos, a Copa do Mundo 2022, está acontecendo no Catar. Nesta edição, a transmissão...

Confira as 10 tendências tecnológicas mais promissoras para 2023

Confira as 10 tendências tecnológicas mais promissoras para 2023

Nos últimos anos, as inovações tecnológicas têm proporcionado uma verdadeira revolução, que...

Indústria de telecomunicações se movimenta no ecossistema de 5G

Indústria de telecomunicações se movimenta no ecossistema de 5G

A tendência global de virtualização das redes de telecomunicações em tecnologia de 5G está impulsionando a...

Ver mais

Nenhum comentário no momento

Deixe um comentário