Tecnologia

Turismo e Tecnologia: Floripa Conecta une os principais PIBs da cidade

O evento atraiu 12 mil turistas fora da temporada, aqueceu a economia local em pleno inverno, movimentou R$15 milhões e se torna referência em eventos no quesito tecnologia e inovação, assim como o Festival de Cinema de Gramado, a Oktoberfest, o Festival

Imagine passar por um restaurante à beira-mar, pedir uma boa comida e um vinho, e, ali mesmo, ao lado de outras pessoas, assistir a uma palestra sobre inovação e tecnologia ministrada por um executivo de uma empresa de referência global. Ou mesmo ver a apresentação de uma das 500 pessoas mais influentes da América Latina, com mais de 45 startups em seu portfólio que movimentam cerca de R$ 3,7 bilhões por ano, gerando mais de 15 mil empregos. E então, sair dali, chegar em uma área mais central, tomar uma cerveja acompanhado de bons petiscos enquanto experimenta um óculos de realidade virtual, e participa de um bate-papo com algumas das mentes mais inovadoras do país.

Essa é a proposta do Floripa Conecta!

Continua após o anúncio

No mês de agosto, na baixa temporada do inverno de Florianópolis, a economia foi aquecida pelo conjunto de eventos sediados na cidade, que conectou o local com os turistas e moradores amantes da economia criativa. Parte desses turistas vieram do Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Minas Gerais. 

Durante 10 dias, o hub de eventos promovidos pelo Floripa Conecta, movimentou a cena criativa com mais de 420 horas de atrações. 64 eventos fizeram parte desse movimento, atingindo um público estimado de 65 mil pessoas, conectadas presencialmente e online, em mais de 30 lugares diferentes.

Em valores, o número estimado foi de R$15 milhões, mostrando a potência da economia criativa e os impactos diretos que o evento movimentou e gerou na cidade. No período, foram 17,8% a mais na rede hoteleira se comparado a 2019, na primeira edição do Floripa Conecta.

As grandes marcas descobriram o Floripa Conecta como uma estratégia de marketing. Vale, Unity e Autodesk usaram o cenário catarinense para organizar palestras de inovação e tecnologia, e se conectar com o coração do público.

O segmento de economia criativa, que reúne negócios da área de eventos, cultura e artes em geral, foi o que apresentou a recuperação mais expressiva entre a metade de 2021 e os primeiros meses deste ano. É o que mostra a 14ª edição da pesquisa que mede o impacto da pandemia sobre os pequenos negócios, realizada pelo Sebrae e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). 

“Durante 10 dias o participante se diverte, conhece pessoas, vive e degusta  a cidade de diversas formas”, comenta Thaynan Mariano, diretor do Floripa Conecta, ao informar que Florianópolis é destaque nacional quando o assunto é tecnologia e inovação. Dados da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate) mostram que a Grande Florianópolis reúne hoje pelo menos 3.941 empresas de tecnologia, que, com crescimento anual próximo de 15%, respondem por um faturamento de quase R$10 bilhões.

Além disso, Florianópolis tem a maior taxa de empresas por habitante do país (sete empresas para cada mil habitantes), superando o município de São Paulo. A cidade é hoje a 16ª no ranking de cidades com maior volume de empresas.

A terceira edição do evento acontecerá entre os dias 18 e 27 de agosto de 2023 e promete potencializar oportunidades de desenvolvimento e sobretudo ampliar as conexões entre a população que vive na cidade.

O poder de Floripa está também na sua gastronomia, nas artes urbanas e sobretudo no seu desenvolvimento econômico, que se dá, principalmente, através da importante união da tecnologia, do turismo e da economia criativa.

A intenção, de fato, é colocar Floripa no mapa do mundo como sendo a capital brasileira da Economia Criativa. Através de novos modelos econômicos, buscando redescobrir todo o potencial do povo, das empresas e da famosa Ilha da Magia. 

*Imagem: Yago Torres / Pexels


Leia também
Confira as 10 tendências tecnológicas mais promissoras para 2023

Confira as 10 tendências tecnológicas mais promissoras para 2023

Nos últimos anos, as inovações tecnológicas têm proporcionado uma verdadeira revolução, que...

Indústria de telecomunicações se movimenta no ecossistema de 5G

Indústria de telecomunicações se movimenta no ecossistema de 5G

A tendência global de virtualização das redes de telecomunicações em tecnologia de 5G está impulsionando a...

Tecnologia deve ter o objetivo de escalar negócios

Tecnologia deve ter o objetivo de escalar negócios

Para que um negócio se desenvolva de forma plena, as empresas precisam reinventar se e aprimorar se de tempos em tempos. Nesse sentido, o uso...

Gartner prevê sete tecnologias disruptivas que afetarão as vendas até 2027

Gartner prevê sete tecnologias disruptivas que afetarão as vendas até 2027

O Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas, recomenda que os líderes de vendas trabalhem para reconhecer,...

Ver mais

Nenhum comentário no momento

Deixe um comentário