9 dicas de cibersegurança para 2019

Por: Colaborador externo Leitura 6 min 09 Abr, 2019 Segurança 1 3.248

Os computadores já fazem parte de nosso cotidiano, não apenas na forma de desktops, como era comum no início do século XXI, mas também como notebooks, tablets, smartphones e outros dispositivos, os quais trazem praticidade, mas também podem representar ameaças de segurança.

É para isso que existe a cibersegurança, também chamada de segurança de computadores, termo que diz respeito aos métodos e tecnologias empregados para proteger programas, dados, redes, computadores e outros dispositivos eletrônicos.

As ameaças que existem na área são renovadas com o passar do tempo, o que faz com que as medidas que visam combatê-las também tenham que ser atualizadas, de modo que os sistemas sejam os mais seguros possíveis.

Continua após o anúncio

Nós separamos algumas estatísticas que mostram o quão importante é a segurança de computadores hoje em dia, bem como 9 dicas que ajudarão você e sua empresa a estarem mais protegidos. Aplique-as o quanto antes e evite passar por esses problemas!

Qual é a importância da cibersegurança?

Muito grande. Provas disso são os custos envolvidos na área, bem como a grande quantidade de ataques cibernéticos que existe em nosso cotidiano. Algumas das estatísticas que mais chamam a atenção são as seguintes, com suas respectivas fontes:

A cada 39 segundos, há um ataque hacker (Clark School, da Universidade de Maryland). Isso significa que o número de ataques cibernéticos supera os 2.215 por dia.

O custo médio de uma violação de dados superará os US$ 150 milhões em 2020, graças à infraestrutura dos negócios, que está cada vez mais conectada. Além disso, estima-se que o crime cibernético trará um custo de US$ 2 trilhões apenas em 2019 (Juniper Research).

Estima-se que serão gastos aproximadamente US$ 6 trilhões no mundo inteiro na área de cibersegurança até 2021, o que fará com que as empresas tenham que mudar a forma com a qual lidam com o assunto e, assim, remodelar o orçamento para que estejam alinhadas com essa nova realidade da sociedade moderna (Cibersecurity Ventures).

Até o ano de 2020, haverá aproximadamente 200 bilhões de dispositivos conectados à internet. Os riscos são reais com a Internet das Coisas (IoT), a qual está crescendo (Symantec Internet Security Threat Report).

95% das brechas de cibersegurança são causados por erros humanos, geralmente cometidos por pessoas que não fazem parte do departamento de TI (Cybint Solutions).

Cada uma dessas estatísticas, mostra que é essencial saber como se proteger em relação à segurança de computadores, já que é uma área que tende a crescer cada vez mais com o passar do tempo e que, se não for planejada, pode representar prejuízos reais às empresas.

Recomendações de segurança para 2019

Aplique-as em sua companhia o quanto antes, já que a evolução da tecnologia e a tendência de dispositivos conectados traz praticidade e eficiência, mas também pode abrir sérias brechas de segurança!

 

1 - Faça backups

Como diz o ditado, é melhor prevenir do que remediar. Ter uma estratégia de backups é essencial para conseguir recuperar dados e informações de sua empresa caso elas tenham sido interceptadas ou danificadas.

A estratégia 3-2-1 de backups é fortemente recomendada e funciona da seguinte forma:

Faça 3 backups dos dados;

Armazene 2 deles na empresa, mas em lugares diferentes (como em HDs externos distintos);

Mantenha 1 cópia fora da empresa, como em serviços online de backup. Assim, será possível recuperá-los mesmo em casos de roubo ou desastres naturais, por exemplo.

 

2 - Invista na autenticação de dois fatores

Essa é uma tendência que traz uma camada adicional de segurança, utilizada para ter certeza de que as pessoas que querem acessar determinados dados ou informações sejam realmente quem elas dizem que são.

Ao habilitar a autenticação de dois fatores, também chamada de 2FA, não basta apenas ter o usuário e a senha para acessar uma conta: também é preciso oferecer outra informação que prova a identidade de quem quer acessar, como um token enviado para o celular do usuário.

Isso pode reduzir potencialmente as interceptações de sistemas e bancos de dados, já que o acesso será feito apenas por quem realmente pode fazê-lo.

 

3 - Crie uma rede Wi-Fi para convidados

Seja na empresa ou em casa, se o local costuma receber convidados constantemente, o ideal é criar uma rede Wi-Fi diferente para os convidados, de modo que eles não tenham total acesso à rede doméstica.

Ao fazer isso, os riscos de compartilhamento de malwares são reduzidos e limita-se a quantidade de informação que os convidados podem ver e acessar, já que tais usuários podem estar infectados mesmo sem saberem disso.

 

4 - Cuidado com os dispositivos de IoT

De fechaduras eletrônicas a consoles de videogame e lâmpadas inteligentes, o conceito de casa conectada e Internet das Coisas é interessante, mas também pode abrir brechas de segurança.

Para que a praticidade não se transforme em um risco, use senhas fortes para acessar os dispositivos, desabilite funções desnecessárias (principalmente as que podem afetar a privacidade e segurança da rede) e sempre mantenha as versões de software atualizadas, as quais dispõem das mais recentes medidas de segurança.

 

5 - Utilize gerenciadores de senhas

Estima-se que cada usuário de internet tenha mais de 200 contas online até 2020, que demandam usuários e senhas diferentes. Pode ser difícil gerenciar tudo isso sozinho, o que ressalta a importância dos gerenciadores de senhas.

Tais softwares e aplicativos mantêm todas as senhas do usuário salvas, as quais só podem ser acessadas mediante uma única senha, o que traz mais segurança ao processo, já que é possível criar senhas únicas e difíceis para cada plataforma.

Dessa forma, as chances de ter uma conta invadida através de técnicas de engenharia social ou força bruta são potencialmente reduzidas.

 

6 - Cuidado com as mídias sociais

Redes sociais estão se tornando uma fonte importante de dados para pessoas mal-intencionadas na internet, já que é simples criar contas fraudulentas e compartilhar conteúdos maliciosos.

Por isso, é fundamental prestar atenção no que é acessado através das redes sociais, desde perfis suspeitos até postagens que parecem fugir do padrão daquela página ou usuário. Assim, você fecha uma porta importante para a interceptação de dados.

 

7 - Faça treinamentos com a equipe

Não basta implementar medidas de segurança se a equipe profissional não conhecê-las ou compreender os verdadeiros riscos envolvidos na cibersegurança. Por isso, é de suma importância que haja treinamentos constantes.

Neles, é possível ressaltar a influência que a segurança de computadores apresenta em um mundo cada vez mais conectado, além de ajudar a conhecer novas medidas de segurança que podem ser adotadas na companhia.

 

8 - Mantenha os dispositivos atualizados

Ignorar atualizações de computadores, tablets, smartphones e quaisquer outros dispositivos que se conectam à internet é um motivo que pode acarretar em problemas de segurança futuros, o qual pode ser solucionado rapidamente ao mantê-los com a versão de software mais recente.

Essa é uma medida importante, já que as ameaças de segurança também se renovam constantemente, e os desenvolvedores de softwares visam atualizá-los para que não sejam afetados por isso.

 

9 - Pesquise sobre cibersegurança

A internet é uma fonte valiosa de informações sobre segurança de computadores. Logo, ela pode ser utilizada para aprender a respeito do assunto e aplicar os métodos e técnicas mais recentes para evitar problemas de cibersegurança.

Acompanhe sites e blogs confiáveis e compartilhe esses conhecimentos com seus amigos, família e colegas de trabalho. Dessa forma, você e as pessoas ao seu redor estarão atualizadas e saberão como evitar e combater tais problemas.

 

Esteja atento à cibersegurança

Não há como negar sua importância em uma sociedade que recorre à tecnologia para praticamente todas as suas atividades. Por isso, estude, aprenda e invista para que sua experiência com os computadores seja a mais segura possível.

Da escolha de um serviço na nuvem à contratação de uma consultoria em telecom, considere a segurança de computadores e tome cuidado com cada decisão. Dessa forma, você evitará vários prejuízos, os quais podem até ser irreparáveis, seja em uma empresa ou em sua vida pessoal. 

Compartilhar Deixar um comentário

Leia também


    1 Comentário

  • Excelente post! A dica sobre autenticação em dois fatores é primordial! Quanto menos conveniente for para acessar um serviço, mais seguro ele está! amtonline.com.br

  • Equipe Falando Tech para Adriano Matos

    Olá, amigo! Fico super contente que tenha gostado do post. Obrigado pelo seu comentário!

Comentar

*O seu e-mail não será mostrado no comentário

© 2015 - 2022 - FalandoTech.com - Todos os Direitos Reservados

Movido com muito em Campos dos Goytacazes/RJ