Segurança no celular: Infobip, Claro e Embratel se unem para reduzir golpes no Brasil

Smartphone
Imagem: Freepik

No Brasil, as fraudes estão migrando rapidamente dos computadores de mesa, onde eram mais comuns, para atingir os dispositivos móveis. De todas as tentativas de fraude no país, 6 em cada 10 acontecem por meio dos celulares — segundo dados da empresa de telecomunicações Claro e da Infobip, plataforma global de comunicação em nuvem. Com mais de 242 milhões de usuários de smartphones em território nacional, a fraude móvel representa uma crescente ameaça tanto para os consumidores como para as empresas. 

Com o aumento do uso de smartphones no Brasil, aparelho usado constantemente no dia a dia da população, pensar formas de resolver problemas de fraude torna-se uma prioridade para grandes empresas de telecomunicações — dado que também é uma preocupação de 74% dos consumidores, que identificaram a segurança como aspecto crucial de suas vidas online. 

Buscando meios de resolver esse problema, Infobip, Claro e Embratel lançaram no mercado brasileiro um conjunto de soluções para validação de identidade e antifraude, chamado Mobile Identity (MI). “O principal objetivo da iniciativa é aumentar a segurança de marcas e consumidores, reduzindo assim potenciais riscos de fraude em um país onde os usuários de smartphones tem como uma de suas principais preocupações a segurança no meio digital”, explica Giovanna Dominiqui, gerente regional na América do Sul da Infobip. 

Uma grande variedade de ameaças à segurança atualmente giram em torno de dispositivos móveis e sua conectividade com outros serviços e dispositivos. As ameaças à segurança móvel ocorrem em todas as formas e tamanhos, com mensagens móveis entre os principais motivos pelos quais os celulares estão se mostrando vulneráveis a uma variedade de ameaças à segurança.

Segurança com vantagens para marcas e usuários

Entre os principais resultados da parceria está a Verificação Móvel Silenciosa (SMV, do inglês Silent Mobile Verification). Depois que a Claro e a Embratel introduziram o SMV em conjunto com a Infobip, o recurso foi capacitado para fornecer soluções de verificação eficientes a empresas de comércio eletrônico. Isso garante que os dados do usuário no smartphone sejam verificados em segundos, permitindo transações seguras e sem atrito. Outras  vantagens incluem:

  • Segurança aprimorada: além de uma experiência aprimorada do cliente, o SMV também fornece mais segurança ao usuário, pois a autenticação é baseada em um SIM seguro e criptografado. A autenticação também é mais segura, pois está vinculada ao número do dispositivo móvel à prova de violação, protegendo consumidores contra fraudes causadas por phishing ou engenharia social, por exemplo.
  • Experiência aprimorada do cliente: Com SMV, é possível tornar o processo de autenticação invisível para o usuário, reduzindo as etapas de verificação e proporcionando uma experiência mais tranquila. Outra vantagem é o tempo de transação reduzido em segundos, em oposição aos minutos necessários para autenticações SMS OTP.
  • Taxas de conversão aprimoradas: com maior conveniência do usuário, melhor experiência do cliente e redução de perdas por fraude, a SMV se destaca como uma opção para as operadoras alcançarem maiores taxas de conversão e geração de receita.

“Quase metade dos nascidos entre 1980 e 1996 são mais dispostos a realizar transações on-line se o processo for simplificado e seguro. Portanto, precisamos diminuir este gap e oferecer uma experiência de transação segura e perfeita”, comenta Ageu Dantas Junior, head da Claro Data Analytics. “Com a solução Silent Mobile Verification e nossa expertise no setor de telecomunicações brasileiro, podemos identificar riscos de fraudes móveis atuais e emergentes, proteger os usuários e melhorar nossos resultados.”

Além da Verificação Móvel Silenciosa, as três empresas desenvolveram outras soluções para o combate à fraude nos ecossistemas móveis, como a Validação de CPF e SIM SWAP, este último um sistema de detecção precoce de troca de SIM, que combate fraudes, limpa a base de assinantes e melhora o gerenciamento do relacionamento com o cliente. 

“As soluções que oferecemos para o mercado corporativo em parceria com Claro e Infobip trazem maior segurança às empresas e reduzem possíveis fraudes eletrônicas em transações financeiras, por exemplo, bem como no acesso a sites e aplicativos via celular”, detalha João Del Nero, gerente de vendas de Data Analytics da Embratel. Cumprindo os regulamentos globais de proteção de dados, as ferramentas também oferecem um mecanismo seguro para cruzar rapidamente informações do usuário, como números de registro pessoal, com a operadora móvel.

*Fonte: Infobip


Leia também
Cibersegurança em IoT: alerta sobre riscos de ataques cibernéticos e recomendações para garantir a proteção de dispositivos conectados
Cibersegurança em IoT: alerta sobre riscos de ataques cibernéticos e recomendações para garantir a proteção de dispositivos conectados

Líder do Comitê de Segurança da ABINC afirma que a baixa conscientização em segurança do mercado IoT é um dos […]

Empresas precisam investir na proteção cibernética das Tecnologias Operacionais (OT)
Empresas precisam investir na proteção cibernética das Tecnologias Operacionais (OT)

Em conversa com Eduardo Lopes, CEO da Redbelt Security e Matheus Borges, CCO da Redbelt Security, dois especialistas compartilharam suas […]

Mercado financeiro: protegendo ativos na era digital
Mercado financeiro: protegendo ativos na era digital

O mercado financeiro é reconhecidamente um dos que mais investe em inovações para digitalizar suas operações e os serviços oferecidos […]

Dia Internacional da Internet Segura: 6 dicas para se proteger online
Dia Internacional da Internet Segura: 6 dicas para se proteger online

Hoje, dia 6 de fevereiro, celebramos o Dia Internacional da Internet Segura, uma iniciativa da Redes INSAFE-INHOPE e da Comissão […]

Cuidados cibernéticos no carnaval: como se proteger dos golpes virtuais durante a folia
Cuidados cibernéticos no carnaval: como se proteger dos golpes virtuais durante a folia

Durante o carnaval, período conhecido por festas e descontração, os brasileiros ficam mais suscetíveis a ciberataques, conforme indicado por uma […]