Segurança

Cibersegurança para e-commerces: por que é preciso proteger seu site de ataques?

Compreender a necessidade de segurança para e-commerces é o primeiro passo para garantir que o seu negócio ficará fora do radar dos hackers. Dado que e-commerces são comércios virtuais, em que toda a operação acontece de forma on-line, a proteção de todos os dados e das transações ali presentes são essenciais para o bom funcionamento.

O universo on-line é vasto e tem crescido exponencialmente a cada dia. À medida que as ameaças cibernéticas se tornam cada vez mais agressivas, as empresas precisam tomar atitudes ainda mais assertivas para fortalecerem suas medidas de segurança, daí a importância da conscientização sobre o tema.

Continua após o anúncio

Para manter a segurança da operação, é necessário atentar-se a algumas questões, como o registro do domínio do site – primeiro ponto a ser verificado. O domínio nada mais é que o endereço pelo qual o seu e-commerce será encontrado. Por meio dele, hackers que desejam fazer um sequestro de domínio conseguem tirar lojas do ar ou alterar dados.

O segundo ponto é rever periodicamente as pessoas que possuem acesso ao e-commerce e a todas as informações contidas na plataforma. É sempre importante reconsiderar quem são elas e se há a necessidade de continuarem com esse acesso, já que as informações são preciosas.

Por fim, outro ponto-chave é a hospedagem. Se você tem um site, os arquivos hospedados ficam disponíveis na internet. É dessa forma que os visitantes podem navegar e fazer suas compras. Por isso, no e-commerce, proteger todas as informações envolvidas é de extrema importância. Estamos falando de dados como CPF, endereço, cartões etc. Em caso de vazamentos, podem gerar grandes transtornos.

Por conta disso, determinações como a Lei Geral da Proteção de Dados Pessoais (LGPD) são criadas. Ao contrário do que algumas pessoas podem pensar, a internet não é uma terra sem leis. No caso da LGDP, seu principal objetivo é proteger os direitos de privacidade dos usuários, tratando seus dados da melhor forma possível, inibindo a ação inadequada de terceiros.

Ter um e-commerce sem segurança é como ter um comércio de rua sem portas. Nesse sentido, contar com soluções modernas e seguras é o que separa negócios que sofrerão ou não ataques cibernéticos e, consequentemente, diferentes tipos de danos.

Quanto mais a internet avança, maiores devem ser os cuidados para que a vida on-line não represente perigos, seja para o empreendedor, seja para os clientes, que confiam seus dados aos serviços de uma empresa. 

 

Por Daniel Markuson, especialista em privacidade digital da NordVPN 

*Imagem: Pexels


Leia também
Cibersegurança: pesquisa traz novos alertas sobre o 5G em 2023

Cibersegurança: pesquisa traz novos alertas sobre o 5G em 2023

Em uma sociedade onde pelo menos 5 milhões de pessoas tiveram suas informações pessoais roubadas e vendidas nos chamados...

Veja 5 benefícios que a microssegmentação pode trazer às organizações

Veja 5 benefícios que a microssegmentação pode trazer às organizações

Novas violações de segurança que comprometem dados confidenciais das organizações surgem com frequência....

Estudo mostra que sites com 'https' não são necessariamente confiáveis

Estudo mostra que sites com 'https' não são necessariamente confiáveis

O https significa Hyper Text Transfer Protocol Secure, que é um protocolo de transferência de hipertexto seguro, em...

As 6 tendências tecnológicas que vão afetar o setor da segurança em 2023

As 6 tendências tecnológicas que vão afetar o setor da segurança em 2023

O fato da tecnologia ter se tornado onipresente na nossa vida pessoal e profissional não é novidade e se deve, em grande parte, aos...

Ver mais

Nenhum comentário no momento

Deixe um comentário