Audiolivros: um convite a uma nova experiência imersiva

Richard Kenj é diretor comercial da Lity.
Créditos: Lity / divulgação

Em um cenário em que a tecnologia está cada vez mais presente e tem como missão proporcionar novos caminhos aos consumidores, é viável pensar na modernização de diversas atividades. A forma como as pessoas leem é uma delas. Antes, tínhamos ao nosso alcance apenas os livros físicos, mas agora podemos contar com outros recursos como, por exemplo, e-books, apps e até mesmo os audiolivros, que têm conquistado o público por trazer um novo olhar sobre a narrativa das histórias. Essa simbiose entre a leitura e a tecnologia auditiva transformou a experiência, proporcionando uma alternativa única e acessível para os amantes de livros.

Apesar de os audiolivros passarem por uma ascensão no meio digital, eles representam apenas 2% das 10 milhões de unidades de e-books vendidas no ano passado, segundo estudo de 2022 do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel) e da Câmara Brasileira do Livro (CBL).

Mas, justamente por ser ainda um mercado a ser desbravado, os audiolivros têm se tornado uma aposta para as grandes empresas de varejo e editoras. No caso do primeiro setor, é possível prolongar a atuação e tempo com usuário por meio de acessórios, como fones de ouvido, por exemplo. Já as editoras conseguem trazer entretenimento que pode ser consumido em um deslocamento ou durante outras atividades diárias. No final, o objetivo é o mesmo: manter as pessoas conectadas com seu produto.

O alto consumo de podcasts no Brasil também têm sido o termômetro para cada vez mais empresas apostarem em itens similares, como os audiolivros. Segundo pesquisa DataReportal 2023, o Brasil é o país que mais consome conteúdo de podcasts no mundo, com 42,9% de usuários de internet, com idade entre 16 e 64 anos. Com conteúdo dinâmico, diversificado e capaz de ser consumido a qualquer momento e em diferentes situações do dia a dia, esse tipo de comunicação ultrapassou a barreira dos tradicionais meios de massa.

Não à toa, em uma rápida passagem pelos trens, metrôs ou ônibus, é possível ver jovens e adultos imersos em seus fones ouvindo escutando podcasts. Elo entre o conteúdo e o usuário, os acessórios proporcionam uma experiência íntima e concentrada. Além de criar uma atmosfera de imersão, os acessórios isolam os clientes do ambiente externo, permitindo que mergulhem profundamente nas histórias narradas. A qualidade do som, combinada com a capacidade de se concentrar nos detalhes da narrativa, traz ao consumidor um novo hábito, tornando-o mais pessoal e envolvente.

Sendo assim, a união da mobilidade, intimidade e acessibilidade transformou a leitura em uma experiência mais inclusiva e adaptável para qualquer pessoa por meio do áudio. E essa prática promete ser ainda mais revolucionária, afinal, à medida em que a tecnologia evolui, a relação entre audiolivros, fones de ouvido e vivências virtuais tende a levar o cliente a um novo patamar, criando mundos literários ainda mais imersivos.

*Por Richard Kenj é diretor comercial da Lity.


Leia também
A visão do aluguel inteligente para um futuro sustentável
A visão do aluguel inteligente para um futuro sustentável

No mundo empresarial contemporâneo, a busca por soluções sustentáveis e eficientes está se tornando cada vez mais prioritária. Nesse contexto, […]

Tecnologia transformadora: o papel da inteligência artificial na evolução dos testes de software
Tecnologia transformadora: o papel da inteligência artificial na evolução dos testes de software

A inteligência artificial (IA) está cada vez mais presente em diversas áreas do nosso cotidiano: desde sistemas de reconhecimento por […]

A Terceira onda: Como a IA pode transformar os sistemas de gerenciamento de vídeo
A Terceira onda: Como a IA pode transformar os sistemas de gerenciamento de vídeo

O crescente interesse por inteligência artificial no setor de segurança física pode significar que os sistemas de gerenciamentos de vídeos […]

Demissões x Contratações: a situação das empresas no primeiro trimestre de 2024
Demissões x Contratações: a situação das empresas no primeiro trimestre de 2024

O primeiro trimestre está próximo de ser fechado e os números oficiais ainda não saíram, mas fazendo uma análise da […]

Dá para otimizar recursos de TI com pouco orçamento?
Dá para otimizar recursos de TI com pouco orçamento?

Você já percebeu o quão desafiador pode ser otimizar recursos de TI com um orçamento limitado? Talvez você esteja convivendo […]