O poder dos benefícios na experiência de colaboradores e clientes

Denise Coelho, Diretora de MKT da Ticket
Imagem: divulgação / Ticket / Denise Coelho

Muito se fala em customer experience (CX), conceito e área que olha para todos os pontos de contato das pessoas clientes. Ou seja, desde a primeira busca por produtos e serviços no site de uma empresa ao pós-venda, por exemplo. Muitas linhas se entrelaçam para que seja construída uma trama segura e forte para suportar a relação de clientes e marcas. Em outras palavras: uma empresa que olha para o customer success, atendimento, UX e employee experience está olhando para variados pontos que ajudam a CX ser ainda melhor. Todas essas frentes contribuem para que clientes tenham uma boa jornada em suas experiências com determinada empresa e, caso uma delas não esteja bem implementada, os resultados podem ficar aquém do esperado. 

Em um cenário empresarial cada vez mais competitivo, a relação entre a satisfação das pessoas que compõem uma empresa e a experiência de quem contrata produtos e serviços ganha uma importância fundamental. Afinal, são as pessoas que compõem a força de trabalho que, por meio de suas interações com o público externo, constroem a percepção que os clientes têm sobre a companhia. Nesse contexto, oferecer benefícios adequados e relevantes não é apenas uma questão de bem-estar e aumento do poder de compra, mas uma estratégia para contribuir para a satisfação, o engajamento e, consequentemente, a qualidade do serviço prestado, ajudando as empresas a atingirem seus objetivos e garantir uma boa experiência. 

De acordo com uma pesquisa realizada recentemente pela Ticket com quase mil pessoas trabalhadoras, 48% delas consideram alta a relevância dos benefícios na decisão para se manter ou mudar de emprego. Isso pode ser explicado por outro dado: segundo levantamento da consultoria SoluCX, 57% consideram os benefícios muito importantes para a economia familiar. 

Proporcionar vantagens que vão além do salário, demonstra o compromisso das empresas com o bem-estar de suas pessoas. E, por sua vez, pessoas satisfeitas geram produtividade! Pesquisa da Harvard Business Review revelou que quem está satisfeito é 31% mais produtivo, 85% mais eficiente e 300% mais inovador. Que companhia não quer isso?! Afinal, tais indicadores, muito provavelmente, refletem-se em resultados positivos nas interações com clientes. Quem está satisfeito se dedica mais, o que resulta em uma customer experience superior. 

E, por sua vez, pessoas clientes satisfeitas são mais propensas a contratarem os serviços novamente e a recomendar a empresa a outras pessoas, aumentando a base de clientes e ampliando os resultados financeiros. Consequentemente, esta tem mais recursos para investir em benefícios e melhorias contínuas. A melhor maneira de pensar em quem está do lado de fora de uma organização é apoiar antes quem está dentro dela, dando subsídios que impulsionam o bem-estar e o alto desempenho.  

*Por: Denise Coelho, Diretora de Marketing da Ticket, marca de vale-refeição e vale-alimentação da Edenred Brasil.


Leia também
Como a IA e a visão computacional estão impulsionando o futuro do varejo
Como a IA e a visão computacional estão impulsionando o futuro do varejo

O setor de varejo enfrentou várias mudanças nos últimos anos, incluindo o aumento do comércio online, a digitalização dentro das […]

A importância da segurança cibernética na manufatura
A importância da segurança cibernética na manufatura

Desde o advento da Revolução Industrial, a indústria de manufatura tem estado na vanguarda da inovação, em uma incessante busca […]

Varejo 2024: expectativa e tendências
Varejo 2024: expectativa e tendências

O comércio, considerado um dos principais motores essenciais para movimentar a economia mundial e conectar países, reserva para 2024 expectativas […]

Muito além de empregos, LinkedIn é hub de oportunidades de negócios
Muito além de empregos, LinkedIn é hub de oportunidades de negócios

Conhecido por ser uma plataforma de procura de emprego e networking profissional, o LinkedIn evoluiu significativamente nos últimos anos. No […]

Refletindo sobre o marketing de influência em 2024
Refletindo sobre o marketing de influência em 2024

À medida que nos aproximamos de 2024, o cenário nacional e internacional do marketing de influência passa por transformações significativas, impulsionadas […]