As habilidades necessárias para os profissionais de tecnologia em 2024

Sandra Maura, CEO da TOPMIND
Imagem: divulgação / TOPMIND

O ano de 2024 chegou e o setor de tecnologia deve seguir como um grande motor de tendências e avanços em diversos setores. É evidente que as empresas darão prioridade à contratação de profissionais que não apenas compreendam os fundamentos das novas tecnologias, mas também estejam preparados para enfrentar os novos desafios do mercado. Isso requer que esses profissionais se mantenham atualizados sobre as últimas tendências tecnológicas, acompanhando notícias, publicações, fazendo capacitações e participando de eventos relevantes. 

Em termos de habilidades técnicas, a Inteligência Artificial (IA) se destaca como um campo crítico. Os profissionais precisarão se especializar em áreas específicas da IA, como aprendizado de máquina, processamento de linguagem natural, visão computacional e robótica. O mercado demandará adaptação constante, com profissionais sempre dispostos a experimentar novas abordagens e a aprender.  

Do ponto de vista técnico, 2024 também irá além da Inteligência Artificial, e outras tecnologias como Computação em Nuvem, Internet das Coisas (IoT), Análise de Dados (Data Analytics) e segurança cibernética serão importantes. Portanto, profissionais que pretendem seguir na área de tecnologia precisam ter conhecimentos aprofundados sobre esses temas, que estão altamente interligados. 

Entre as habilidades pessoais que serão demandadas, destacam-se a capacidade de aprendizado contínuo, adaptabilidade, pensamento crítico, comunicação eficaz, colaboração com equipes diversas, liderança, negociação, inovação, criatividade e condições de analisar dados e demonstrar valor para as empresas. A capacidade de solucionar problemas e trabalhar na adversidade será uma competência essencial em 2024 para enfrentar os desafios que teremos pela frente com a implementação simultânea de tantas novas tecnologias.  

Pesquisas indicam que Chief Information Officers (CIOs) devem aumentar suas equipes e adotar estratégias para conectar e alavancar seus times de trabalho. Essa abordagem está alinhada com as tendências atuais, em que os CIOs estão investindo em programas de treinamento para aprimorar e requalificar suas equipes de TI, visando atender aos objetivos da empresa. Aliado a isso, busca-se acelerar o desenvolvimento de habilidades virtuais em várias profissões, utilizando ferramentas digitais para reduzir o período de adaptação de novos colaboradores. 

Combinar automação e Inteligência Artificial no ambiente de trabalho permitirá que os profissionais atuem de maneira mais estratégica e inteligente, preparando-se para enfrentar desafios mais complexos. As empresas devem criar experiências de trabalho enriquecidas por meio de tecnologias avançadas, fornecendo insights e orientações para ajudar os colaboradores a superarem obstáculos como as limitações de tempo. Teremos um novo ambiente repleto de tarefas que anteriormente pareciam impossíveis. 

Ao unir habilidades técnicas e interpessoais, os profissionais conseguirão compreender o funcionamento interno da tecnologia e terão a capacidade de resolver problemas de maneira criativa. Priorizar o desenvolvimento dessas habilidades ajudará esses profissionais a alcançarem o sucesso no cenário corporativo atual. 

Desenvolver um conjunto diversificado de habilidades, desde técnicas até comportamentais, proporcionará ao profissional, estabilidade e uma posição sólida para enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades de 2024. A melhor forma de lidar com as evoluções da tecnologia, como a Inteligência Artificial, não é ignorá-la ou restringir o acesso a ela, mas desenvolver habilidades que nos ajudem a entender e a potencializar os resultados para os negócios. 

O Fórum Econômico Mundial já alertou que a força de trabalho iria se tornar automatizada mais rapidamente do que o esperado, deslocando 85 milhões de empregos até 2025. Entretanto, também indicou que “a revolução robótica criará 97 milhões de novos empregos”. Cabe aos profissionais de TI decidirem a trajetória a seguir: o caminho de quem fica desatualizado e tem seu emprego em risco ou o de quem brilha no mercado compreendendo que a IA e outras tecnologias vieram pra ficar e podem nos levar cada vez mais longe. 

*Por Sandra Maura, CEO da TOPMIND 


Leia também
Como a IA e a visão computacional estão impulsionando o futuro do varejo
Como a IA e a visão computacional estão impulsionando o futuro do varejo

O setor de varejo enfrentou várias mudanças nos últimos anos, incluindo o aumento do comércio online, a digitalização dentro das […]

A importância da segurança cibernética na manufatura
A importância da segurança cibernética na manufatura

Desde o advento da Revolução Industrial, a indústria de manufatura tem estado na vanguarda da inovação, em uma incessante busca […]

Varejo 2024: expectativa e tendências
Varejo 2024: expectativa e tendências

O comércio, considerado um dos principais motores essenciais para movimentar a economia mundial e conectar países, reserva para 2024 expectativas […]

Muito além de empregos, LinkedIn é hub de oportunidades de negócios
Muito além de empregos, LinkedIn é hub de oportunidades de negócios

Conhecido por ser uma plataforma de procura de emprego e networking profissional, o LinkedIn evoluiu significativamente nos últimos anos. No […]

Refletindo sobre o marketing de influência em 2024
Refletindo sobre o marketing de influência em 2024

À medida que nos aproximamos de 2024, o cenário nacional e internacional do marketing de influência passa por transformações significativas, impulsionadas […]