ChatGPT, ativar! Como a IA revolucionária pode impactar a gestão de TI?

ChatGPT
Imagem: Levart_Photographer / Unsplash

O fenômeno chamado ChatGPT ganhou os holofotes nos últimos meses graças ao seu potencial de conversar, sugerir decisões, escrever poemas, letras de músicas, receitas, criar programas de computador, entre outras tarefas que um humano realiza. Conceitos como inteligência artificial, machine learning e soluções de automação baseadas em recursos de processamento de linguagem natural NLP estão trazendo à tona um universo de oportunidades para aprimorar a eficiência de serviços, processos e negócios. 

Então, por que na área de gestão de TI seria diferente? No geral, o ChatGPT (e outras ferramentas) já conseguiu transformar o futuro do setor, permitindo que os profissionais se concentrem em tarefas estratégicas e tomem decisões assertivas. 

Lançada em novembro do ano passado pela empresa OpenIA, que conta com investimentos de peso da Microsoft, a ferramenta movimentou o mundo todo e atingiu 100 milhões de usuários ativos em apenas dois meses, tornando-se o aplicativo com crescimento mais rápido da história, de acordo com comentário do banco suíço UBS. 

Mas o que isso significa na prática da gestão de TI? De antemão, um bom exemplo é a automação de processos. Tarefas como triagem de e-mails, detecção de falhas de hardware e software e monitoramento de redes, entre outras atividades consideradas repetitivas, estão sendo cada vez mais automatizadas. Além de impactar positivamente as operações, também pode ser a chave para a transformação da experiência dos usuários – sejam eles consumidores, colaboradores ou gestores.  

As mudanças que a IA traz ao segmento não param por aí. Destaco também as seguintes: 

Novas demandas por habilidades  

Com a automação de tarefas rotineiras, a demanda por habilidades em TI já está mudando. Aptidões como programação de IA, análise de dados e gerenciamento de sistemas estão se tornando mais importantes. Isso significa que os profissionais de TI precisarão se adaptar a essas mudanças e desenvolver novos talentos para se manterem competitivos em um mercado em constante evolução. 

Novas oportunidades de trabalho  

A polêmica de que os robôs vão dominar diferentes áreas de trabalho e extinguir profissões vira e mexe retorna à pauta. Mas ao passo que a IA pode substituir, de fato, alguns empregos, também cria automaticamente outras oportunidades. Na TI, por exemplo, o destaque vai para a ciência de dados, a engenharia de IA e o desenvolvimento de software.  

Aumento da eficiência 

Assim como em outros campos de atuação, a IA permite que os processos de TI se tornem mais eficientes e que as empresas tomem decisões mais assertivas devido à capacidade de processar grandes volumes de dados rapidamente. O ChatGPT pode, por exemplo, monitorar alertas do sistema e acionar notificações de acordo com regras predefinidas, ajudando os gerentes de TI a se manterem informados e a responderem rapidamente a eventos críticos. Ainda pode auxiliar na produção de relatórios ou gráficos para os gestores detectarem padrões e tendências e elaborarem estratégias efetivas com agilidade.  

Aumento da produtividade  

Vale reiterar que a nova tecnologia possibilita um suporte para trabalhar de maneira mais inteligente e produtiva. Com a ajuda de chatbots e assistentes virtuais, por exemplo, os profissionais de TI podem se concentrar em tarefas mais importantes, enquanto atividades mais rotineiras são realizadas pela IA.  

Melhor atendimento ao cliente  

O ChatGPT ainda pode melhorar o suporte ao cliente, respondendo às demandas necessárias, bem como fornecendo orientação técnica. O atendimento, então, será mais rápido e preciso, o que resulta em maior satisfação e lealdade.  

Tudo isso pede a elaboração de um plano estratégico para garantir que a tecnologia seja integrada com excelência aos fluxos de trabalho já existentes. A gestão de TI aliada ao ChatGPT caminha em direção à melhoria de processos, resultados e habilidades, visando ao apoio um do outro. Trata-se, enfim, de uma jornada tecnológica – e ainda assim humana – rumo ao progresso de todos os cenários.  

*Por Otto PohlmannCEO da Centric Solution.


Leia também
Como medir o ganho de produtividade com Inteligência Artificial
Como medir o ganho de produtividade com Inteligência Artificial

Em um mundo onde a inteligência artificial (IA) tem avançado a passos largos, economistas norte-americanos se encontram divididos quanto ao […]

Conferência Gartner Data & Analytics: Desbloqueando o Potencial da Inteligência Artificial Generativa
Conferência Gartner Data & Analytics: Desbloqueando o Potencial da Inteligência Artificial Generativa

Na era da transformação digital, a capacidade de extrair insights significativos dos dados é uma competência essencial para as organizações […]

Inteligência artificial: 5 novidades para smartphones que estão no radar
Inteligência artificial: 5 novidades para smartphones que estão no radar

Seja pela capacidade de ouvir, ver e gerar textos, áudios e imagens a partir de comandos em linguagem natural, a […]

Nova lei sobre uso da IA aprovada na Europa vai impactar o mundo – inclusive o Brasil
Nova lei sobre uso da IA aprovada na Europa vai impactar o mundo – inclusive o Brasil

A União Europeia (UE) aprovou no último dia 13 de março a Lei da Inteligência Artificial (IA) – ou Artificial […]

O papel das APIs na conexão entre dados e IA
O papel das APIs na conexão entre dados e IA

Tendência do momento, a Inteligência Artificial, especialmente a generativa, é fundamentalmente orientada por dados, uma vez que o seu conhecimento […]