IA no varejo: 5 dicas de como tornar o ChatGPT mais eficiente no dia a dia

Compras on-line
Imagem: Freepik

Nos últimos anos, o desempenho da tecnologia teve um papel crucial na transformação do setor varejista. Com a ascensão da digitalização e a prevalência da análise de dados, o varejo passou por uma evolução notável para atender às demandas crescentes dos consumidores.

Nesse cenário, destaca-se o ChatGPT, uma tecnologia que revoluciona o cotidiano do varejo, aprimorando as interações com os clientes de forma mais inteligente e eficaz. Um dos principais trunfos do ChatGPT reside na sua capacidade de otimização dos processos internos. Só para se ter uma ideia, segundo pesquisa divulgada pela Honeywell, mostra que quase seis em cada 10 varejistas (Estados Unidos, Europa, Oriente Médio e África) planejam adotar tecnologias de inteligência artificial (IA), aprendizado de máquina e visão computacional no próximo ano para aprimorar a experiência de compra oferecida nas lojas físicas e digitais. O estudo também indica que o setor vê essa tecnologia como complemento e aprimoramento de sua força de trabalho, e não como eliminação de empregos. Com certeza, o ChatGPT é hábil em lidar com tarefas repetitivas, como consultas de clientes, rastreamento de estoque e processamento de pedidos, resultando em uma economia significativa de tempo e recursos.

Ainda segundo pesquisa da PwC, a automação de processos por meio de tecnologias como o ChatGPT pode reduzir em até 40% o tempo de trabalho. Tendo isso em mente, compartilho algumas estratégias para potencializar a eficiência e a competitividade nas tarefas diárias.

1 – Antes de mais nada, amplie seus conhecimentos. Uma das vantagens do ChatGPT no varejo é sua capacidade de aprendizado rápido. Os varejistas podem treinar o modelo para adquirir conhecimento específico sobre produtos, tendências de mercado e muito mais. Isso significa que, em questão de minutos, sua equipe pode ter acesso a informações atualizadas e relevantes, o que é crucial em um ambiente comercial em constante mudança.

2 – Outra aplicação do ChatGPT no varejo é a melhoria das habilidades dos funcionários. O modelo pode ser utilizado para fornecer informações, dicas e orientações consistentes, garantindo que cada membro da equipe tenha acesso ao conhecimento necessário para desempenhar seu trabalho da melhor maneira possível. Isso é particularmente útil para treinar novos colaboradores e manter um alto padrão de atendimento ao cliente.

3 – Novas possibilidades. À medida que o varejo evolui, novas habilidades se tornam essenciais. O ChatGPT pode ser usado para identificar essas necessidades rapidamente, fornecendo insights sobre as tendências do mercado e as habilidades emergentes. Isso permite que os varejistas estejam um passo à frente da concorrência e se adaptem mais facilmente às mudanças.

4 – Outro ponto é a automação e a otimização de processos cruciais no varejo moderno. O ChatGPT pode ser integrado em sistemas de gerenciamento de estoque, atendimento ao cliente e muito mais. Ele pode ajudar a agilizar tarefas rotineiras, responder a perguntas frequentes dos clientes e até mesmo prever a demanda por produtos. Isso resulta em uma operação mais eficiente e custos reduzidos.

5 – Outra dica valiosa para o uso do ChatGPT no varejo é a criação de checklists por departamento. Os varejistas podem usar o modelo para gerar listas de verificação personalizadas para cada área de operação, desde o gerenciamento de estoque até o treinamento de funcionários. Isso garante que todas as etapas críticas sejam seguidas, melhorando a entrega de produtos e serviços.

O ChatGPT oferece oportunidades significativas de aprimoramento no varejo. Com a capacidade de aprender rapidamente, aperfeiçoar as habilidades dos funcionários, identificar novas necessidades, otimizar processos e criar checklists eficazes, os varejistas podem aumentar a eficiência e a qualidade dos serviços prestados.

Ao adotar essa tecnologia de forma estratégica, as empresas podem se destacar em um mercado altamente competitivo e atender às crescentes demandas dos consumidores. Portanto, é hora de aproveitar ao máximo o potencial do ChatGPT no varejo e moldar o futuro do setor.

*Por Ivan Fernandes

Ivan Fernandes é sócio fundador e CEO da GIC Brasil
Imagem: divulgação

(*) Ivan Fernandes é sócio fundador e CEO da GIC Brasil, líder em automação para operação de chão de lojas oferecendo soluções para gestão da cadeia de suprimentos no varejo para melhorar a experiência de compra, simplificar processos e transformar negócios. 


Leia também
10 vantagens do uso da IA na formação de alunos
10 vantagens do uso da IA na formação de alunos

A integração da Inteligência Artificial (IA) na educação tem revolucionado a forma como os alunos aprendem e se desenvolvem. Com […]

IA evita prejuízos para empresas na alta de compras de fim de ano com avaliação de crédito mais precisa
IA evita prejuízos para empresas na alta de compras de fim de ano com avaliação de crédito mais precisa

Com a chegada das festas de fim de ano e da temporada de férias, o varejo e as instituições financeiras […]

IA Generativa avança e já impacta algumas profissões: é motivo para nos preocuparmos?
IA Generativa avança e já impacta algumas profissões: é motivo para nos preocuparmos?

Que o ChatGPT é, talvez, o grande fenômeno midiático de 2023, e não só na tecnologia, todo mundo já sabe. […]

NVIDIA BioNeMo permite IA generativa para descoberta de medicamentos no AWS
NVIDIA BioNeMo permite IA generativa para descoberta de medicamentos no AWS

Os pesquisadores e desenvolvedores das principais empresas farmacêuticas e de tecnologia podem agora implementar facilmente o software e os serviços NVIDIA […]

Comunidade brasileira está entre as top 10 criadoras de projetos de IA generativa no GitHub, aponta relatório anual
Comunidade brasileira está entre as top 10 criadoras de projetos de IA generativa no GitHub, aponta relatório anual

O GitHub, a principal plataforma de pessoas desenvolvedoras impulsionada por IA do mundo, anunciou hoje que a comunidade brasileira está entre […]