Evento

Diebold Nixdorf leva diferentes versões de sua solução de autoatendimento DN Series 400 para FEBRABAN TECH 2022

Empresa apresentará quatro configurações exclusivas do terminal, com recursos como biometria, reciclador de notas, integração nativa baseada em Internet das Coisas (IoT), segurança e soluções interativas

Continua após o anúncio

Diebold Nixdorf, empresa especializada no desenvolvimento de comércio conectado, estará presente na FEBRABAN TECH, que acontece entre os dias 9 e 11 de agosto no Prédio da Bienal de São Paulo, no Ibirapuera. Como destaque, a empresa apresentará diferentes versões do DN Series™ 400, solução de autoatendimento que traz como diferencial a abordagem modular, aberta e always-on totalmente pensada para atender as demandas bancárias no mundo digital. Ao todo serão quatro configurações de uso diferentes à disposição dos visitantes, em máquinas com recursos como biometria, reciclador de notas, integração nativa baseada em Internet das Coisas (IoT) All Connect Data Engine, segurança aprimorada e uma série de soluções interativas para melhorar a experiência dos consumidores no uso do dia a dia. 

"ODN Series 400é uma solução de autoatendimento que enfrenta os desafios da era digital, permitindo que os bancos e varejistas tenham uma solução altamente modular, flexível e aberta para atender as necessidades de espaço, interatividade, segurança e eficiência", diz Elias Rogério da Silva, Presidente da Diebold Nixdorf Brasil. "Estamos muito felizes de, pela primeira vez, podermos levar essa solução para um evento e mostrar ao público todo o potencial do terminal. Temos certeza de que essa é uma solução preparada para ajudar os bancos a criarem uma experiência melhor e mais eficiente para seus clientes numa jornada que valoriza os serviços digitais ao mesmo tempo que entrega um ponto de contato físico de alto valor agregado."   

O executivo ressalta que os terminais DN Series 400 reforçam o compromisso da empresa em oferecer soluções capazes de conectar clientes e instituições financeiras de forma completa, como um ponto de contato entre os mundos físico e digital. "Queremos construir o futuro da relação entre bancos e clientes de todos os tipos. Buscamos entregar mais eficiência, segurança, disponibilidade, inovação e diversidade de serviços, sempre com a possibilidade de também ser mais personalizável. Esse é nosso foco", comenta Silva. 

Sandro Bernardi, Head da Divisão de Produtos da Diebold Nixdorf, explica que um dos principais diferenciais dos terminais DN Series 400 é sua construção sobre uma plataforma 100% modular, com a opção de ser montado em acordo com as demandas e características específicas de cada banco, agência ou modelo de utilização. "Estes equipamentos trazem o que há de mais moderno na gestão de numerário, segurança, customização para marketing e monitoramento. Isso traz enormes ganhos para os bancos, que podem reduzir custos e otimizar o gerenciamento dos parques instalados, além de também oferecer uma experiência de uso muito mais dinâmica, com alta disponibilidade garantida para os consumidores", reforça. 

Para isso, o DN Series 400 oferece design sofisticado, desenvolvido com a colaboração de consumidores e clientes de todo o mundo, tela  multitouch, sensores de reconhecimento sem contato e diferentes propostas de processamento e gestão de dados (local e em Nuvem). Além disso, conta com soluções antifraude de última geração, resistindo a ameaças físicas, lógicas e cibernéticas. Outro ponto em destaque é a presença do módulo de reciclagem de 4ª geração (RM4), que oferece maior espaço e capacidade de operação, dispensador de moedas e recursos de depósito em cheque. Além disso, a solução conta com sistemas de última geração, que facilitam a integração rápida e simples das máquinas no ecossistema de canais das organizações bancárias. 

Outro ponto importante é o cuidado com a sustentabilidade, nos pilares de viabilidade ambiental, social e corporativo do conceito de ESG. Os terminais da nova família DN Series possuem estruturas mais leves, mais seguras e mais sustentáveis. Os equipamentos são confeccionados com a utilização de materiais reciclados e recicláveis, sendo, em média, 25% mais leves que a maioria dos equipamentos tradicionais – o que ajuda a reduzir as emissões de CO? na fabricação, no processamento e até no transporte de componentes e terminais. Contam, também, com painéis led, que reduzem o consumo de energia, e integração nativa para uso de APIs, o que possibilitará ampliar os recursos de Open Banking, reforçando a importância dos terminais como elementos de interação entre consumidores e bancos (inclusive digitais). 

Para Matheus Neto, Gerente de Soluções de Hardware da Diebold Nixdorf, o DN Series 400 marca uma verdadeira revolução nas oportunidades de uso dos ATMs no setor bancário brasileiro. "Com o avanço de questões como o Open Banking, o foco está totalmente centrado na experiência dos consumidores. Essa é uma demanda para o agora e para o futuro. Nesse cenário, o DN Series 400representa uma solução de autoatendimento preparada para habilitar e operar uma nova gama de possibilidades para atender os consumidores e, ao mesmo tempo, tornar as operações mais conectadas, sustentáveis e inteligentes", diz. 

Com o DN Series 400, os negócios contam com: 

- Arquitetura modular: para acompanhar e se adaptar as diferentes jornadas do consumidor, o DN Series 400 é construído em uma plataforma modular. Com este terminal, é possível escolher features distintos, com diversas possibilidades de combinação de hardware e aplicações. Tudo para compor e oferecer uma solução adequada - para hoje e amanhã - e obter sempre o melhor mix de caixa. 

- Maior disponibilidade: os terminais DN Series 400 permitem maior visibilidade sobre os processos e altíssima disponibilidade. Já com integração nativa com o All Connect Data Engine, que utiliza elementos como Internet das Coisas (IoT), históricos de atendimento e aprendizado de máquina (ML) para maximizar a disponibilidade de ATMs, os equipamentos da nova linha foram construídos para aproveitar o aprendizado de máquina para prever e corrigir falhas antes mesmos que eles aconteçam. 

- Experiência otimizada e mais integração: por meio do software DN Vynamic™ Self-Service, o DN Series 400 fornece uma plataforma de software aberta, flexível e modular que funciona por meio de uma abordagem capaz de suportar APIs que permitem integração mais rápida e mais personalização. Isso permite que os bancos sejam mais flexíveis agora e no futuro, adicionando novas funcionalidades sem reconstruir toda a sua solução de tecnologia.

 

*Imagem: Divulgação/Diebold Nixdorf 

 


Leia também
TOPMIND realiza nova temporada do TOP+PRÓXIMO com curso de Power BI gratuito

TOPMIND realiza nova temporada do TOP+PRÓXIMO com curso de Power BI gratuito

A TOPMIND anuncia o lançamento de mais uma temporada de seu projeto social TOP+PRÓXIMO, desta vez com a...

Divisão de Crimes Cibernéticos fará sua primeira apresentação no CISO Forum Brazil 2022

Divisão de Crimes Cibernéticos fará sua primeira apresentação no CISO Forum Brazil 2022

A onda de crimes cibernéticos vem crescendo nos últimos anos. O Brasil é o terceiro país com mais dispositivos infectados...

Acer promove Meet & Greet com InfluAcer e traz conceito de sustentabilidade no segundo dia de feira BGS 2022

Acer promove Meet & Greet com InfluAcer e traz conceito de sustentabilidade no segundo dia de feira BGS 2022

No segundo dia (hoje) de Brasil Game Show (BGS) 2022, a Acer promove uma série de atrações de palco com gameplays e outras...

Corrida de Beebots é destaque no Hacktudo 2022

Corrida de Beebots é destaque no Hacktudo 2022

A SIS Swiss International School será um dos destaques da programação do Hacktudo 2022, Festival de Cultura Digital. O...

Ver mais

Nenhum comentário no momento

Deixe um comentário