DevOps e varejo: 2 lados da mesma moeda

DevOps
Imagem:

A vantagem transformadora dessa integração está diretamente ligada à experiência do cliente

O dito, que se tornou popular, do investidor americano Marc Andreessen “O software está engolindo o mundo” é mais relevante agora do que nunca. A versão atualizada seria “O software engoliu o mundo e os serviços (especialmente a tecnologia de última geração) estão engolindo o software”, afirmação que está totalmente ligada à insuperável importância da experiência do cliente no varejo. O cenário dinâmico e em constante evolução das necessidades do consumidor tem sido fundamental para impulsionar a transformação especialmente nesse setor, que é um dos principais a adotar a digitalização para se aproximar de seu público, nutrir suas necessidades e acompanhar as tendências.

Nesse contexto, o DevOps emergiu como a tecnologia orientada ao cliente mais premente adotada pelas organizações, com o setor de varejo sendo o terceiro, em termos mundiais, no mercado de aplicativos desse tipo. Mas o que torna o DevOps e o varejo uma combinação perfeita? No coração de ambos, encontraremos a essência humana da aproximação, da busca em preencher lacunas que permite que as equipes entreguem produtos mais confiáveis, alcancem excelência operacional e continuidade de negócios.

Varejistas e empresas de tecnologia estão combinando os preceitos DevOps com processos de varejo para aprimorar as experiências dos clientes, personalizar as interações ao longo do funil de vendas e elevar seus processos de atendimento para tornar tudo possível, o mais rápido possível. A automação é a espinha dorsal das operações digitais. No DevOps, a automação é infundida em todos os estágios de desenvolvimento. A automação do varejo permite fluxos de trabalho mais rápidos e eficientes em todos os estágios dos negócios usando análise de dados. 

Além disso, os fundamentos de processos em DevOps e varejo podem ser unidos em favor do ROI. Vejamos: o DevOps nasceu da colaboração entre as equipes de desenvolvedores e operações para enviar um código qualificado o mais rápido possível aos usuários. No varejo, quase 50% dos itens do estoque não são vendidos ou acabam sendo vendidos a preços reduzidos, causando perda de receita em comparação com o lucro estimado. Assim, é importante agilizar as operações de estoque para viabilizar mais vendas no início das safras com melhores preços, gerando uma margem de rentabilidade muito melhor. Em comum, podemos dizer que o tempo de resposta às necessidades do mercado é crucial para construir vantagem competitiva tanto para empresas de software quanto de varejo. 

Um dos fatores mais importantes pelos quais as empresas de alto desempenho adotam o DevOps é reduzir seus tempos médios de detecção e de reparo. Uma negação de serviço ou produto resulta na perda de muitos clientes para o concorrente. É como no varejo, onde os lojistas geralmente enfrentam o problema da ruptura: não ter o item certo no lugar certo. O caminho vencedor é encontrar a melhor tecnologia para alocação de produtos, que possa facilitar consistentemente o ciclo de produção. 

O mantra “automatizar tudo” do DevOps minimiza a intervenção humana. No varejo, não há olhos e tempo suficientes para evitar erros ou para trabalhos manuais repetitivos que continuam causando erros. Isso consome o tempo que os varejistas precisam para se concentrar na criatividade e na melhoria. O DevOps trata de evitar o retrabalho criando portões automatizados para liberar apenas trabalho de qualidade na produção e automatizando tarefas repetitivas, liberando o tempo das pessoas para o trabalho criativo. Com a integração do DevOps Automation no varejo vai agilizar as decisões de negócios com base na agregação e processamento de dados. As empresas de varejo devem ter um software que se concentre em gerenciar os grandes dados de estoque e fornecer insights com base na análise de dados de maneira econômica. 

O mesmo se aplica ao setor de varejo. Com o DevOps as a Service ganhando cada vez mais destaque, os varejistas hoje têm uma maneira de otimizar as experiências de seus clientes sem problemas. Eles devem descobrir e identificar o núcleo de seus negócios e implementar o restante como um serviço. Com a inovação de varejo de última geração estabelecida, construída em torno do foco no produto e no cliente, os varejistas podem acelerar seu processo de produção e fornecimento. O DevOps completo no varejo tem o poder de identificar objetivos de transformação, impulsionar as operações de varejo usando dados e melhorar os ciclos de receita.

Por: Viki Salvin é COO da retail tech Onebeat 

*Imagem: Pexels


Leia também
GitHub avança na segurança do desenvolvimento de software com a introdução do Code Scanning Autofix
GitHub avança na segurança do desenvolvimento de software com a introdução do Code Scanning Autofix

Novo recurso abrange mais de 90% dos tipos de alerta em JavaScript, TypeScript, Java e Python, que são linguagens de […]

GitHub Copilot Chat já está disponível para organizações e indivíduos
GitHub Copilot Chat já está disponível para organizações e indivíduos

Todos os usuários do GitHub Copilot podem programar em linguagem natural com o Copilot Chat sem custo adicional Previamente anunciado […]

Truques básicos de CLI que toda pessoa desenvolvedora deveria saber para aumentar a produtividade
Truques básicos de CLI que toda pessoa desenvolvedora deveria saber para aumentar a produtividade

A CLI (interface de linha de comando) é uma ferramenta poderosa para desenvolvedores, oferecendo flexibilidade e controle

GitHub anuncia suporte para Swift e amplia segurança para apps móveis
GitHub anuncia suporte para Swift e amplia segurança para apps móveis

Os aplicativos móveis são essenciais no cotidiano, influenciando como trabalhamos, nos comunicamos e nos divertimos. Com o GitHub Mobile, desenvolvedores têm acesso fácil ao código de qualquer lugar

GitHub libera relatórios privados de vulnerabilidade para todos
GitHub libera relatórios privados de vulnerabilidade para todos

GitHub lança relatórios privados de vulnerabilidade para ajudar pesquisadores e mantenedores a relatar e corrigir vulnerabilidades em repositórios públicos