Tecnologia na sala de aula para transformar a educação e promover a inclusão

Tecnologia na sala de aula
Imagem: Freepik

O ambiente educacional brasileiro deve passar por uma transformação significativa nos próximos anos, a exemplo do que já ocorre em países avançados, onde cada vez mais instituições de ensino dedicam esforços para trazer inovação, gerando maior capacidade de aprendizado e promovendo a inclusão de todos os alunos. 

A tecnologia tem evoluído significativamente nas salas de aula, sendo adotada com mais frequência após o período de isolamento social. Diversas tendências despontam como o uso de dispositivos móveis, a integração de recursos digitais e a importância de manter os alunos conectados. Não há dúvidas que o mundo está cada vez mais digital e, por isso, é crucial que a educação acompanhe essa evolução. Ao proporcionar um ambiente tecnológico em sala de aula, os educadores conseguem preparar seus alunos para enfrentar os desafios do mercado de trabalho e habilitá-los para o novo mundo digital. 

Uma das facetas mais notáveis dessa transformação é a inclusão da tecnologia para alunos com necessidades especiais de acordo com o censo escolar de 2022, realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), cerca de 158 mil pessoas portadoras de deficiência física estão matriculadas em escolas públicas e privadas no País. Além disso, mais de 429 mil alunos dentro do Transtorno do Espectro Autista estão matriculados nos ensinos infantil, fundamental ou médio, o que representa um crescimento de 45% quando comparado aos dados de 2021. Com recursos específicos, como interfaces intuitivas e acessibilidade aprimorada, além de forte apelo visual, ferramentas tecnológicas podem ser verdadeiras aliadas na educação inclusiva. Nesse sentido, dispositivos, como computadores, são fundamentais para possibilitar uma experiência mais envolvente, empolgante e adaptável para todos os alunos.  

Outra vantagem é a adaptação para o ritmo de aprendizado. Com a tecnologia, os educadores podem personalizar o ensino, adaptando os conteúdos e as atividades de acordo com as demandas de cada estudante. Essa abordagem personalizada fortalece o vínculo entre professor e aluno, proporcionando um ambiente de aprendizagem acolhedor e eficaz. Por exemplo, por meio da tecnologia, alunos com dificuldades relacionadas à motricidade podem contar com recursos que possibilitam a aprendizagem. Crianças e adolescentes inteligentes, com habilidades em muitas áreas, mas que não conseguem desempenhar tarefas motoras, como manusear lápis ou pincéis, com a mesma rapidez ou eficiência que outras da mesma idade não devem ser privadas de acesso ao ensino.  

O letramento digital é um grande desafio para o avanço de uma nação. Por meio de atividades interativas e jogos, os estudantes com diversas características únicas podem ser incentivados a explorar diferentes áreas do conhecimento. Essas ferramentas despertam a curiosidade das crianças e adolescentes, estimulando o letramento digital desde cedo criando um ambiente de aprendizagem dinâmico. No entanto, é importante ressaltar que a tecnologia não deve substituir integralmente as abordagens tradicionais de ensino. Ela deve ser vista como uma aliada ao plano pedagógico, em equilíbrio com outras ferramentas e atividades. A integração da tecnologia na sala de aula deve ser cuidadosamente planejada, levando em consideração os objetivos educacionais e as necessidades de cada aluno. 

A Educação 4.0, baseada no conceito da Quarta Revolução Industrial (Revolução 4.0), foi cunhada pelo engenheiro e economista alemão Klaus Schwab, fundador do Fórum Econômico Mundial, e coloca a tecnologia como mediadora das atividades sociais, incluindo a educação. Ela envolve a adoção de novas estratégias de ensino e aprendizagem que integram as habilidades do século XXI, como pensamento crítico, criatividade, colaboração e resolução de problemas. O foco é valorizar a aprendizagem ao longo da vida, incentivando os alunos a se tornarem aprendizes autônomos e preparados para um mundo em constante transformação. 

Nesse contexto, surgem diversas tendências que estão moldando o cenário educacional. Uma delas é a adoção de plataformas de aprendizagem online, como os cursos online abertos e massivos (MOOCs), que permitem que os alunos acessem conteúdo educacional de alta qualidade de qualquer lugar e a qualquer momento. Essas plataformas oferecem uma ampla variedade de recursos e oportunidades de aprendizagem, tornando a educação mais acessível e flexível. Com o aumento do uso de dispositivos móveis, notebooks e tablets, a aprendizagem móvel está se tornando mais difundida. Os alunos podem usar aplicativos educacionais específicos para acessar recursos de aprendizagem interativos, assistir a palestras em vídeo, fazer anotações e participar de discussões online. A aprendizagem móvel oferece maior flexibilidade e autonomia, permitindo que os alunos aprendam no seu próprio ritmo e em qualquer lugar. 

Não há dúvidas de que a tecnologia pode ser um aliado fundamental no processo de ensino, especialmente para alunos que precisam de acompanhamentos educacionais específicos e especializados, mas é imprescindível que as instituições de ensino invistam em modernos equipamentos, dispositivos e recursos tecnológicos para realmente fazer a diferença na aprendizagem dos alunos. Com soluções adaptadas às demandas educacionais, as escolas podem ter acesso a tecnologias de qualidade capazes de enriquecer a experiência em sala. 

As tendências educacionais atuais incluem a colaboração online entre alunos, o uso de tecnologias como Realidade Virtual e Aumentada, a aplicação da Inteligência Artificial para personalização da aprendizagem e a utilização da gamificação para engajar os alunos. Essas tendências estão transformando a forma como a educação é entregue, oferecendo oportunidades de aprendizagem mais colaborativas, imersivas, personalizadas e interativas. No entanto, é importante lembrar que a presença de professores com letramento digital continua sendo fundamental para orientar e facilitar o processo de aprendizagem das crianças e adolescentes brasileiros. Para um País crescer, ele precisa de educação de excelência.  

 

*Por Rubens Oliveira, Gerente Comercial da Daten 


Leia também
5 motivos para adotar um relógio de ponto digital na sua empresa
5 motivos para adotar um relógio de ponto digital na sua empresa

Com o mundo empresarial em constante evolução, cada vez mais competitivo e com os desafios das rápidas e constantes mudanças […]

Vincent Martella, o Greg de ‘Todo Mundo Odeia o Chris’, está confirmado no Imagineland 2024
Vincent Martella, o Greg de ‘Todo Mundo Odeia o Chris’, está confirmado no Imagineland 2024

Ator Vincent Martella atendeu ao convite dos fãs brasileiros e do influenciador Peter Jordan para vir pela primeira vez ao […]

Serpro e Porto Digital lançam módulo ‘Rise Up’ para formar talentos em TI
Serpro e Porto Digital lançam módulo ‘Rise Up’ para formar talentos em TI

Estatal inaugura novo capítulo na formação tecnológica em Recife com a oferta de uma disciplina em curso promovido pelo Senac. […]

Uber inaugura ponto de embarque na Rodoviária do Rio
Uber inaugura ponto de embarque na Rodoviária do Rio

A concessionária que administra o terminal carioca e a Uber inauguram a primeira área para o embarque de passageiros em […]

A era das digital skills: desenvolvimento de habilidades tech em profissionais que não são de tecnologia
A era das digital skills: desenvolvimento de habilidades tech em profissionais que não são de tecnologia

Atualmente, não há como negar que o bom profissional é aquele que se adapta às transformações do mercado e adquire […]