Redes sociais focadas no desenvolvimento humano constroem a web 3.0

Redes sociais focadas no desenvolvimento humano
Imagem:

A Web 3.0 já está entre nós, ela é uma nova tendência que está afetando o modo como as pessoas se relacionam com a internet, bem como o impacto social nos dias atuais. A tecnologia tende cada vez mais a transformar as relações humanas, trazendo novos caminhos, olhares e visões. 

Fazendo uma comparação simples entre as eras, podemos perceber que a web 1.0 tinha como destaque os hyperlinks, a 2.0 acontece nas redes sociais e a 3.0 é fundamentada na tecnologia blockchain, que permite criar blocos, formando uma cadeia de dados. Essa ferramenta é conhecida principalmente por servir de base para as criptomoedas, tornando-a super tecnológica e transformando-a em um complemento da web 2.0.

Nessa terceira onda da internet, conhecida como “web inteligente”, as redes sociais passaram a ter um protagonismo diferente. Antes eram utilizadas para um entretenimento descompromissado, vendas ou fortalecimento da reputação digital da marca, agora elas ganharam um caráter de independência e assistência social.

Três grandes conceitos marcam esse desenvolvimento, a descentralização, que gera a independência de bancos, organizações governamentais ou tecnologias de empresas. A virtualização, que é o fortalecimento de mundos digitais e reprodução de experiências realísticas de modo virtual. E a privacidade, que evita a exposição de dados pessoais, busca fugir das publicidades direcionadas e do incômodo com rastreamento. 

Contudo, conseguimos perceber que utilizar a tecnologia para o bem-estar mental, saúde e desenvolvimento humano está cada vez mais em alta, principalmente na web 3.0, que chega gerando um grande impacto social sendo determinante para as pessoas que delas precisam.

Além disso, foram desenvolvidas nesta nova era, redes sociais de apoio que construíram comunidades que interligam pessoas de todo o mundo a interesses em comum, podendo partilhar informações, vivências e culturas. Dentro da “web inteligente”, é notório que possamos utilizar a tecnologia como instrumento para novos conhecimentos e participar virtualmente de aulas de ioga, meditação, música, aprender a tocar novos instrumentos ou até mesmo aprimorar as técnicas culinárias. 

Os impactos dessa troca de experiências na sociedade são os mais positivos possíveis, pois trazem novos aprendizados, assim, muitas pessoas procuram orientação especializada sobre suas questões, ou mudam seus hábitos prezando seu bem-estar. 

A nova era visa o aproveitamento de tempo, melhorando a autonomia das máquinas tornando-se um otimizador do estilo de vida, por isso, se atrela às questões sociais, auxiliando no processo de autoconhecimento e desenvolvimento humano. 

Principalmente após a pandemia, pudemos observar a proliferação de consultas e atendimentos online, poupando tempo e deslocamento das pessoas, principalmente de quem reside em locais menos acessíveis. Particularmente, creio que essa nova era é importantíssima, não só para a valorização dos cuidados mentais, emocionais e físicos, como para a própria tecnologia que se alia a estas novas questões.

Por Khalil Sautchuk Jezini, cofundador e CEO da Kornerz

*Imagem: Pexels

 

 


Leia também
Vincent Martella, o Greg de ‘Todo Mundo Odeia o Chris’, está confirmado no Imagineland 2024
Vincent Martella, o Greg de ‘Todo Mundo Odeia o Chris’, está confirmado no Imagineland 2024

Ator Vincent Martella atendeu ao convite dos fãs brasileiros e do influenciador Peter Jordan para vir pela primeira vez ao […]

Serpro e Porto Digital lançam módulo ‘Rise Up’ para formar talentos em TI
Serpro e Porto Digital lançam módulo ‘Rise Up’ para formar talentos em TI

Estatal inaugura novo capítulo na formação tecnológica em Recife com a oferta de uma disciplina em curso promovido pelo Senac. […]

Uber inaugura ponto de embarque na Rodoviária do Rio
Uber inaugura ponto de embarque na Rodoviária do Rio

A concessionária que administra o terminal carioca e a Uber inauguram a primeira área para o embarque de passageiros em […]

A era das digital skills: desenvolvimento de habilidades tech em profissionais que não são de tecnologia
A era das digital skills: desenvolvimento de habilidades tech em profissionais que não são de tecnologia

Atualmente, não há como negar que o bom profissional é aquele que se adapta às transformações do mercado e adquire […]

Claro tem a 4ª marca mais valiosa do Brasil
Claro tem a 4ª marca mais valiosa do Brasil

A Claro está entre as Marcas Mais Valiosas do País, segundo o estudo Kantar Brandz, divulgado na quarta-feira (13). A […]