Habilidades digitais ausentes em líderes financeiros afetam finanças autônomas, diz Gartner

Líderes financeiros
Imagem: pressfoto / Freepik

Especialistas preveem que o aumento da lacuna entre a equipe financeira e os níveis de competência digital da administração impulsionará a rotatividade e interromperá o progresso

Até 2026, falta de habilidades digitais em líderes financeiros causará metade da rotatividade indesejada, alerta Gartner. CFOs precisam capacitar-se e envolver-se com equipes digitais para manter talentos na empresa. 

“Os Chief Financial Officers deveriam estar preparando seus times para uma época na qual o setor financeiro operará de forma autônoma, impulsionada por tecnologias como a Inteligência Artificial (IA), mas poucos líderes financeiros conseguirão aprender habilidades digitais por conta própria”, afirma Marco Steecker, Diretor de Pesquisa da Prática Financeira do Gartner. “Uma lacuna de competências digitais aumentará nos próximos anos se não for trabalhada, e os CFOs desatualizados terão cada vez mais dificuldade para gerenciar os times responsáveis pelas entregas das iniciativas digitalizadas.” 

A análise do Gartner sobre o papel dos talentos em uma função financeira autônoma é impulsionada em parte pela natureza mutável das equipes financeiras. Os especialistas do Gartner preveem que, até 2026, a automação e a Inteligência Artificial (IA) resultarão em 50% de novos colaboradores contratados para as funções de finanças corporativas de alto desempenho, reunindo experiências diferentes de finanças ou de contabilidade. Os profissionais com conhecimento digital avaliam a gestão de pessoas como um dos fatores mais críticos para escolherem seus locais de trabalho. 

À medida que a demanda por habilidades tecnológicas aumenta e os históricos tradicionais de contabilidade diminuem, a lacuna de conhecimentos digitais também aumentará, a menos que a alta administração, incluindo CFOs, intensifique os esforços para educação digital. Segundo o Gartner, 18% das equipes financeiras pesquisadas demonstram competências digitais, em comparação com apenas 11% dos gerentes. 

“Nossa pesquisa mostra que os Chief Financial Officers que defendem diretamente a Inteligência Artificial (IA) e outros esforços digitais têm um impacto significativo no sucesso de programas em comparação com aqueles que assumem um papel passivo”, diz Steecker. “Os CFOs que desenvolverem maior alfabetização digital poderão se aproximar ainda mais de seus talentos mais vitais e mitigar desgastes indesejados que podem inviabilizar seus esforços de transformação”. 

Steecker recomenda que os CFOs se preparem juntamente com seus gerentes financeiros seniores para as crescentes demandas de alfabetização digital por meio das seguintes etapas: 

1) Revisitar e atualizar os quadros de competências dos gerentes financeiros para priorizar as competências digitais; 

2) Estabelecer e participar de esforços mais amplos de capacitação digital organizacional, tendo essa formação ajustada especificamente para a função financeira. 

3) Buscar oportunidades de mentoria reversa com uma equipe já alfabetizada digitalmente. 

“Os programas de qualificação digital de maior sucesso que vemos são aqueles nos quais o CFO está pessoalmente visível e envolvido em toda a jornada de aprendizado”, diz o analista. “Isso vai além de um poderoso efeito de sinalização e fornece aos líderes a fluência para falar a língua de seus principais talentos”, diz Steecker. 


Leia também
Vincent Martella, o Greg de ‘Todo Mundo Odeia o Chris’, está confirmado no Imagineland 2024
Vincent Martella, o Greg de ‘Todo Mundo Odeia o Chris’, está confirmado no Imagineland 2024

Ator Vincent Martella atendeu ao convite dos fãs brasileiros e do influenciador Peter Jordan para vir pela primeira vez ao […]

Serpro e Porto Digital lançam módulo ‘Rise Up’ para formar talentos em TI
Serpro e Porto Digital lançam módulo ‘Rise Up’ para formar talentos em TI

Estatal inaugura novo capítulo na formação tecnológica em Recife com a oferta de uma disciplina em curso promovido pelo Senac. […]

Uber inaugura ponto de embarque na Rodoviária do Rio
Uber inaugura ponto de embarque na Rodoviária do Rio

A concessionária que administra o terminal carioca e a Uber inauguram a primeira área para o embarque de passageiros em […]

A era das digital skills: desenvolvimento de habilidades tech em profissionais que não são de tecnologia
A era das digital skills: desenvolvimento de habilidades tech em profissionais que não são de tecnologia

Atualmente, não há como negar que o bom profissional é aquele que se adapta às transformações do mercado e adquire […]

Claro tem a 4ª marca mais valiosa do Brasil
Claro tem a 4ª marca mais valiosa do Brasil

A Claro está entre as Marcas Mais Valiosas do País, segundo o estudo Kantar Brandz, divulgado na quarta-feira (13). A […]