Cotidiano

GitHub faz a última adição ao Cofre de Códigos no Ártico, na Noruega, antes do trancamento final

As últimas obras adicionadas ao cofre incluem um manual completo de desenvolvimento de software e cópias de páginas da Wikipédia

Nas profundezas de uma montanha do Ártico, mais perto do Pólo Norte do que do Círculo Ártico, em uma câmara segura e reforçada dentro de uma mina de carvão desativada, repousam 188 rolos de filme de arquivo endurecido, cada um individualmente selado contra a devastação do tempo. Codificado nesses rolos está uma captura de imagem de cada repositório público ativo no GitHub a partir de 02/02/2020, o trabalho coletivo de quase quatro milhões de pessoas desenvolvedoras. Este é o Arctic Code Vault (Cofre de Códigos do Ártico, em tradução livre) do GitHub. 

Continua após o anúncio

O propósito do Programa Arquivo do GitHub é preservar o software open source, sendo um pilar oculto da civilização moderna e herança compartilhada de toda a humanidade para as gerações futuras. O objetivo, segundo o GitHub, é protegê-lo por mil anos, o que é extremamente ambicioso. Afinal, poucas, se é que alguma, das empresas de tecnologia de hoje ainda existirão reconhecivelmente daqui a um século ou dois.

Mil anos é muito tempo

A título de comparação, muitas ruínas que nós consideramos inimaginavelmente antigas, como Angkor Wat, Grande Zimbábue e Machu Picchu, ainda não tinham sido construídas há mil anos. A questão não se trata apenas se os compilados de arquivos que foram depositados há dois anos sobreviverão fisicamente, mas se alguém saberá ou se importará o suficiente para mantê-los e consultá-los. Por isso, sua importância precisa ser visualmente significativa. Por esse motivo, Alexander Rose, Diretor Executivo da Long Now Foundation, parceira do GitHub, disse com naturalidade: "Se você não o tornar bonito, com certeza está condenado". 

É por essa razão que os compilados "Maiores Sucessos", para parceiros institucionais, foram colocados em estojos com qualidade de museu e o motivo também de terem instalado um enorme cofre de aço, gravado com impressionante arte gerada por IA criada pelo artista Alex Maki-Jokela, dentro do Arquivo Mundial do Ártico. 

O Arctic Code Vault do GitHub agora é um cofre literal, com rolos de filme de arquivo descansando com segurança em uma estrutura de cerca de 1400 kg. E mesmo que as gerações futuras, daqui a muitos séculos, não saibam o que é, elas certamente reconhecerão que é algo extraordinário. 

O propósito do Cofre

Não é difícil que surja o questionamento: o que o GitHub espera que esses herdeiros façam com isso, exatamente? Mas há muitos propósitos práticos plausíveis. Uma quantidade preocupante de conhecimento do mundo está atualmente armazenada em mídia efêmera: discos rígidos, CD-ROMs que duram algumas décadas, com fitas de backup com vida útil de 30 anos. É fácil imaginar cenários em que surge uma necessidade inesperada de software de outra forma perdido para apodrecer, como a busca por projetos de Saturno V desativados após o desastre do ônibus espacial Challenger.

Além disso, também é muito considerado que o valor do arquivo seja histórico, porque já funciona como uma espécie de cápsula do tempo pré-pandemia – em apenas dois anos, o “normal” de 2020 já mudou bastante. Futuros historiadores podem considerar a era de onipresença de código aberto, comunidades voluntárias e a Lei de Moore como importância histórica, e essa é uma das razões pelas quais as capturas de imagens de 02/02/2020 foram tão amplas e democráticas. 

Assim como a historiadora e autora de ficção científica, Ada Palmer, explicou, embora tenham muitas cartas escritas pelos aristocratas ricos da Renascença, o que os historiadores modernos que sobreviveram realmente gostariam são as listas de compras das pessoas comuns. Por isso, a esperança é que armazenando e indexando milhões de repositórios, o GitHub tenha capturado uma valiosa seção transversal do mundo do software moderno.

A Tech Tree

Claro que o mundo não começa e termina com software. De fato, o próprio conceito pode ser estranho aos herdeiros do arquivo. É por isso que o GitHub também reuniu, arquivou e agora depositou no Cofre de Códigos Ártico, o que chamou de “Tech Tree”. Embora cada compilado de arquivos já contenha um guia legível por humanos, em cinco idiomas diferentes, descrevendo o arquivo e seu conteúdo, a Tech Tree é uma seleção de trabalhos, mais legíveis por humanos, em vez de codificados, que fornecem um contexto muito mais amplo.

A Tech Tree descreve como o mundo cria e usa software hoje, juntamente com uma visão geral dos próprios computadores e suas tecnologias fundamentais. Inclui também uma pequena seleção de obras artísticas, culturais e históricas, como contexto cultural; uma bobina do texto completo da Wikipedia, em todos os cinco idiomas do arquivo (árabe, chinês, inglês, hindi, espanhol); e, claro, um dump de dados completo do Stack Overflow, afinal, por que não? 

Caixa de Arquivos Open Source do GitHub, criada pelo artista Alex Maki-Jokela 

Caixa de Arquivos Open Source do GitHub, criada pelo artista Alex Maki-Jokela. Créditos: Divulgação 

De olho no futuro

Com a instalação do cofre de aço no Arquivo Mundial do Ártico, o depósito da Tech Tree, as parcerias de “warm backups” com o Internet Archive e Software Heritage, e os compilados “Melhores Momentos” protegidos em três bibliotecas de renome mundial em três continentes, a versão 1.0 do Programa de Arquivos do GitHub conseguiu atingir todos os seus objetivos. No entanto, a empresa ainda não vai descansar sobre os louros do arquivamento, já que o Programa Arquivo é um esforço contínuo e ainda pretende anunciar futuras iniciativas. 

*Imagens: Divulgação/ Cofre de Códigos Ártico do GitHub/ Caixa de Arquivos Open Source do GitHub, criada pelo artista Alex Maki-Jokela


Leia também
Redes sociais focadas no desenvolvimento humano constroem a web 3.0

Redes sociais focadas no desenvolvimento humano constroem a web 3.0

A Web 3.0 já está entre nós, ela é uma nova tendência que está afetando o modo como as pessoas se...

Geração Z no Twitter: 7 em cada 10 jovens acessam o Twitter todos os dias

Geração Z no Twitter: 7 em cada 10 jovens acessam o Twitter todos os dias

É bem provável que você já tenha se deparado com algum Tweet explicando "como não ser cringe" e oferecendo dicas de...

Home office: com a disseminação do trabalho remoto, empresas inovam em práticas de engajamento

Home office: com a disseminação do trabalho remoto, empresas inovam em práticas de engajamento

É fato que a possibilidade de trabalho remoto e híbrido se tornaram realidade para muitas empresas que, antes do isolamento social,...

Mundo híbrido: como o real e o virtual transformam juntos os meios de pagamento

Mundo híbrido: como o real e o virtual transformam juntos os meios de pagamento

Qual é o grande impacto trazido pela transformação digital para as nossas vidas? Entre as muitas respostas possíveis, uma...

Ver mais

Nenhum comentário no momento

Deixe um comentário