TIVIT usa IA para aumentar a segurança dos trabalhadores no agronegócio

TIVIT usa IA para aumentar a segurança dos trabalhadores no agronegócio.
Imagem: Divulgação / TIVIT

A TIVIT, multinacional brasileira que acelera negócios por meio da tecnologia, em conjunto com a Lambda3, empresa do grupo, especializada em produtos digitais e data science, desenvolveu um sistema de monitoramento inteligente para prevenir acidentes de trabalho nas plantas brasileiras de uma das maiores empresas de agronegócios e alimentos do mundo.

A solução utiliza IA e recursos avançados de visão computacional para monitorar e interpretar imagens de câmeras de CFTV comuns já instaladas previamente nas áreas operacionais da gigante do agro, que armazena e movimenta toneladas de grãos diariamente. 

O sistema serve para mitigar o risco de acidentes de trabalho. Um exemplo é identificar a presença de colaboradores em áreas de risco – como nas proximidades de uma pilha de grãos, ainda instável, que pode ser fatal, se deslizar sobre uma pessoa. Outro exemplo é o de colaboradores cruzando corredores de tráfego de veículos fora da área adequada para tráfego de pessoas. Ou ainda detectando a presença de objetos deixados em rotas de fuga, o que poderia impedir o fluxo das pessoas no caso de necessidade de evacuação rápida. A solução também identifica funcionários sem os equipamentos de proteção individuais (EPIs) exigidos para circular nos armazéns e fábricas. Em todos os casos, quando o sistema identifica o problema, dispara automaticamente alertas para que o colaborador, por exemplo, saia do local de risco ou se equipe com o EPI correto.

O projeto de monitoramento inteligente voltado à segurança do trabalho é o desdobramento de uma solução anterior, desenvolvida pela TIVIT e a Lambda3, para monitorar esteiras de transporte de grãos. O trabalho original tinha o objetivo de identificar anomalias nesse tipo de equipamento, acionando manutenções preventivas, antes que uma esteira parasse – e, consequentemente, provocasse queda de produtividade e prejuízos à companhia.

A solução, neste caso, partiu do monitoramento de uma esteira que funciona na maior planta da companhia no Brasil. Também usando IA e visão computacional, o sistema interpreta as imagens captadas da esteira em funcionamento e alerta quando identifica alterações no funcionamento do equipamento, acionando a equipe de manutenção preventiva. Antes, o monitoramento era feito de forma visual, por um funcionário técnico. 

A definição dos parâmetros de funcionamento da esteira foi feita pela equipe da TIVIT em conjunto com especialistas da empresa cliente, e a camada de inteligência artificial adicionada permite que o sistema reconheça o padrão de funcionamento da esteira e aprenda com novos eventos, de forma a refinar o acionamento de alerta de manutenção preventiva.

“Este projeto voltado para a Indústria 4.0, mostrou que a combinação de visão computacional e IA podem ser aplicadas em muitos ambientes, incluindo fábricas e armazéns, para resolver problemas de diversas naturezas e muitas das vezes até mesmo em câmeras de segurança já previamente instaladas, reduzindo assim o investimento em novos equipamentos com tecnologia na ponta”, afirma Daniel Calero, executivo de inovação e transformação digital na TIVIT. “O trabalho também mostrou que o nosso cliente tem uma política de ESG bastante madura, porque enxergou que uma solução desenvolvida para aumentar a produtividade, no caso do monitoramento da esteira, poderia ser aplicada para aprimorar a segurança de seus colaboradores”.

“Vimos na combinação dessas tecnologias e no potencial real de prevenção de acidentes uma oportunidade de empacotar esse conhecimento em uma solução para a indústria, onde podemos aportar uma solução completa ponta a ponta para nossos clientes, desde o mapeamento da necessidade e disponibilidade dos equipamentos, até a implantação da solução completa turn-key” afirma Daniel Galante, COO e CPO da TIVIT. “Estamos empenhados em cumprir nosso propósito de transformar os negócios e a sociedade através da tecnologia. E esse é um ótimo exemplo disso”.

*Fonte: TIVIT


Leia também
Evento Agro: Tecnoshow COMIGO 2024 movimentou R$ 9,34 bilhões
Evento Agro: Tecnoshow COMIGO 2024 movimentou R$ 9,34 bilhões

Após cinco dias de evento e uma movimentação de R$ 9.340 bilhões em negócios, chega ao fim a 21ª edição […]

Projeto Nossa Isca tem segunda edição na Baixada Santista
Projeto Nossa Isca tem segunda edição na Baixada Santista

Iniciativa capacita pescadores, promove geração de renda e tem financiamento do BNDES No mês de março, teve início a segunda […]

Tecnoshow Comigo: Fabricante argentina de plantadeiras estreia no Brasil
Tecnoshow Comigo: Fabricante argentina de plantadeiras estreia no Brasil

Crucianelli, que recentemente anunciou uma joint venture com o Grupo Piccin, de São Carlos-SP, para a fabricação de equipamentos em […]

Agronegócio: Rio Grande do Sul almeja aumentar a área irrigada em 100 mil hectares
Agronegócio: Rio Grande do Sul almeja aumentar a área irrigada em 100 mil hectares

Para reduzir cada vez mais os impactos das estiagens, Governo do Estado anunciou R$ 213,2 milhões de subvenção para incentivar […]

O novo papel do engenheiro agrônomo na era digital
O novo papel do engenheiro agrônomo na era digital

No ambiente dinâmico do agronegócio moderno, a função do engenheiro agrônomo como consultor está em constante evolução, impulsionada principalmente pelo […]